E. C. Bahia

Ônibus do Bahia é atacado por pedradas na chegada ao Barradão

Ninguém da delegação tricolor ficou ferido

Redação Correio 24 horas

O ônibus que levava o Bahia para o clássico Ba-Vi deste domingo (8), no Barradão, foi atacado por pedradas na chegada ao estádio. Apesar da presença da polícia, os torcedores não se intimidaram e continuaram atacando com latas e pedras. A PM utilizou bombas de efeito moral para dispersar a público. Nenhum jogador ficou ferido, mas os estilhaços chegaram a cair em cima do técnico Guto Ferreira e alguns jogadores. 

Vice-presidente do Bahia, Vitor Ferraz reclamou muito da situação. "O Ministério Público da Bahia se preocupa com torcida única e não vê o que acontece aqui. Isso é um sub-estádio. Eles usam esses meios baixos, mas isso é combustível para a gente. Somos um time de homens. Esse chiqueiro tem que ser interditado", disse ao site Bahia Notícias. 

O carro da reportagem do CORREIO também foi atacado pelos torcedores, que distribuiram latadas e chutes no veículo.