Salvador

"Passei dias à base de calmantes", diz dona de cães sequestrados em Piatã

Os animais da raça Shih-tzu foram sequestrados por um suposto adestrador contratado para educar os cães

Redação Correio 24h

Foram dez dias de agonia. A dona dos cães Mailon, 3 anos, Aila, 2, Branca e Buldogue, 4 meses, viveu grande angustia nas últimas semanas. Os animais da raça Shih-tzu foram sequestrados por um suposto adestrador contratado para educar os cães.

"Moarava em uma casa e me mudei para um apartamento, então resolvi contratar um adestrador para educar meus cães. Ensinar a fazer xixi e cocô no lugar certo, não latir tanto, essas coisas", contou a proprietária dos animais, que não quis se identificar.

(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Marcelo Silva Menezes, 31 anos, que se apresentou como Márcio, disse ter 12 anos experiência na área de adestramento e demonstrou muita competência para executar o trabalho. "Ele veio três dias, passeou com eles, tudo normal. A gente acreditou nele porque ele parecia ser uma pessoa do bem e com entendimento da raça. Ele vinha sempre com uma fardinha de adestrador e dizia que morava na cidade baixa. Uma pessoa acima de qualquer suspeita", contou uma prima da proprietária.

No quarto dia de adestramento, porém, Marcelo não retornou como de costume com os cães. "Foi quando bateu o desespero. Foi horrível porque fomos na página dele na OLX e a página já não existia. Ele desinstalou o WhatsApp do celular e já não chamava o número que sempre falávamos com ele", informou a dona dos cães.

Ela disse ainda que o crime foi premeditado. "Ele planejou tudo porque ele não fugiu com os quatro cães de ônibus. Tinha alguém esperando por ele. Ele nos fez acreditar que ele era uma pessoa que precisava pegar ônibus para ir embora e, na verdade, talvez tenha até carro ou tenha armado tudo com alguém que tem. Foram momentos desesperadores".

Tratados como filhos
Em entrevista ao CORREIO, a dona dos cães contou que ao longo desses dias não conseguiu dormir com medo do que pudesse ter acontecido com os animais. "Passei todos esses dias à base de calmantes. Estou aqui sem dormir. Tudo o que eu queria era ter meus filhos de volta", disse emocionada.

Ela ainda tem outros dois cães da raça Yorkshire, que também estavam sendo adestrados por Marcelo. "Não sei por qual motivo ele só se interessou pelos Shih-tzu", disse. Assim que soube que os animais haviam sido recuperados, ela, que mora sozinha com os cachorros, foi direto para a 12ª delegacia encontrá-los.

"Fiquei muito emocionada. só queria vê-los novamente e saber que estava bem". A dona dos animais disse que não contratará um novo adestrador. "Deixa os meus bichos assim do jeito que eles são mesmo", contou.

Veja Mais