E. C. Bahia

Peça-chave para Guto, Régis quer time competitivo desde o início

De contrato renovado, meia quer repetir 2017 e faturar o bi consecutivo do Nordestão

Gabriel Rodrigues, do Correio 24 horas (gabriel.rodrigues@redebahia.com.br)

Depois de 44 dias sem futebol, o Bahia conta as horas para a estreia oficial do time na temporada, quinta-feira (18), contra o Botafogo-PB, às 21h15, na Fonte Nova, pela Copa do Nordeste. Quem também vive a expectativa de entrar em campo é o meia Régis. De contrato renovado até dezembro de 2020, ele desponta como uma peça-chave no esquema do técnico Guto Ferreira.

Após terminar 2017 como reserva, Régis começa 2018 novamente como titular (Arisson Marinho/CORREIO)

"Eu já tenho o meu nome marcado na história, pelo título da Copa do Nordeste, pela campanha no Brasileiro, e tenho certeza que esses três anos vão ser de muito alegria. Estou preparado para contribuir ao máximo e ajudar o Bahia no seu devido lugar, que é brigando por títulos", afirmou Régis nesta terça (16), no Fazendão.

No ano passado, Régis viveu momentos distintos. Enquanto no primeiro semestre ele foi um dos pilares do time que conquistou o Nordestão sobre o Sport e terminou como craque e artilheiro isolado da competição com seis gols, no Brasileirão o meia acabou perdendo a titularidade. Mesmo no banco, foi presença constante nos jogos e terminou o ano em alta com o torcedor. Moral que ele pretende manter em 2018.

"Pode esperar um time competitivo, como foi o ano passado. A gente vem treinando bem e nós temos certeza que vamos começar o ano com o pé direito e, se Deus quiser, conquistar o que conquistamos no ano passado", afirmou.

Base mantida

Se em 2017 o quarteto formado por Régis, Zé Rafael, Allione e Edigar Junio fez a alegria da torcida tricolor, este ano o time ganhou uma nova peça. Sai o argentino, que voltou para o Palmeiras, e entra o atacante Elber, contratado do Cruzeiro.

"Elber é um jogador de velocidade, de beirada, joga igual a gente, busca o jogo, e tenho certeza que vai nos ajudar nesta temporada. Todos os jogadores que chegaram foram bem-vindos, tenho certeza que chegam para ajudar bastante. Conheço alguns de jogar junto, outros de jogar contra. Temos um time muito forte e vamos buscar coisas boas durante o ano", projeta Régis.