Bahia

Polícia investiga se universitário encontrado morto na BR-324 foi vítima de sequestro relâmpago

Caso é investigado como latrocínio, pois objetos de Willian foram levados

Redação Correio 24h*
Publicada em Atualizada em

A polícia investiga se o jovem Willian Oliveira dos Santos, 20 anos, foi vítima de um sequestro relâmpago na terça-feira (22) - ele foi encontrado morto com um tiro na nuca dentro de um Classic preto na BR-324, em Simões Filho, ontem à noite. O corpo de Willian, que era estudante de engenharia civil e dono de uma loja de material de construção, foi sepultado na tarde de hoje no Cemitério Bosque da Paz.


O caso é investigado pela 22ª Delegacia, sob comando do delegado Adailton Adans. A polícia aguarda informações do banco Itaú para saber se algum saque foi realizado na conta de Willian - segundo um primeiro levantamento, houve tentativa de saque em uma agência no Porto Seco Pirajá e outro no Largo do Tanque.


Objetos do carro do estudante, como o rádio, foram roubados. Também foram levados um computador, celular e um relógio que estavam com Willian quando ele saiu de casa. Por conta disso, a polícia trabalha com possibilidade de latrocínio, roubo seguido de morte.


Willian saiu de casa, em Cajazeiras XI, para trabalhar em Boca da Mata na segunda-feira e não voltou mais. Segundo a família, ele costumava retornar para almoçar em casa, o que não aconteceu.


O carro foi avistado por uma equipe da Via Bahia, concessionária responsável pela administração da rodovia, por volta das 16h de ontem. A equipe avisou à Polícia Rodoviária Federal (PRF), que encontrou Willian já morto dentro do veículo.


* com informações da repórter Joice Vieira


Matéria original: Correio 24h

Polícia investiga se universitário encontrado morto na BR-324 foi vítima de sequestro relâmpago

Comentários