Salvador

Polícia prende acusados de matar cabeleireiro Valdir Macário

As três armas utilizadas no crime também foram apreendidas

Redação Correio 24h

Já estão presos os suspeitos de matar o cabeleireiro Valdir Macário em 12 de novembro do ano passado. Edgar Silva Santos e Patric Ribeiro Tupinambá foram presos na manhã desta quarta-feira (11) e serão apresentados pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) na tarde de hoje.

De acordo com a polícia, Edgar, conhecido como Chocolate, é o mandante do crime, enquanto Patric é um dos executores que aparece no vídeo registrado pelas câmeras de segurança do estabelecimento. Ambos possuíam mandado de prisão em aberto. As três armas utilizadas no crime também foram apreendidas.

O delegado José Bezerra Junior, diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), afirmou que a morte do cabeleireiro tem relação com o atentado ao irmão dele, Reginaldo Manoel da Silva, um mês antes do crime. "Sabemos que outras duas pessoas também participaram da ação que resultou na morte do cabeleireiro e estamos trabalhando para identificá-las", diz.

O envolvimento do irmão de Valdir com a namorada do traficante Chocolate, líder do tráfico em Mussurunga, Stella Maris e Ipitanga, motivou o crime, segundo a polícia. Chocolate já foi preso algumas vezes por seu envolvimento com o crime. A polícia informa que ele tem pelo menos sente inquéritos contra ele e foi preso pela última vez em 18 de junho de 2015.