Música

Preta Gil celebra 15 anos de carreira com disco e projetos para o Verão

Este mês, ela grava clipe em Salvador, onde comanda no Carnaval o Bloco da Preta e o Expresso 2222

Marília Moreira, do Correio 24 Horas (marilia.silva@redebahia.com.br)

O verão de Preta Gil começou cedo! A cantora, que acabou de lançar o disco Todas as Cores, em comemoração aos seus 15 anos de carreira, já está com a agenda cheia de compromissos e deve seguir nesse ritmo até o Carnaval.

Este mês, ela grava em Salvador, mais especificamente no Pelourinho, o clipe da música Cheia de Desejo. Essa é a terceira faixa do álbum a ganhar clipe - a primeira foi Decote, em parceria com Pabllo Vittar, e a segunda Vá se Benzer, com participação de Gal Costa, lançada na última quinta-feira (9). "É um manifesto onde a gente quer ressaltar que a gente precisa se unir, dialogar, que a gente precisa voltar a se comunicar. que não adianta vivermos numa sociedade onde as pessoas vivem apontando um dedo contra as outras, se isolando dentro de opiniões. É uma ode à beleza, ao fato de estamos vivos", ressalta. 


Segundo Preta, a escolha de Gal Gosta, sua madrinha de batismo, para dividir a faixa foi motivo de forte emoção. "Tenho um amor por ela como se fosse minha mãe. Ela me batizou aos seis meses, aí em Salvador. Convidei ela porque me senti forte, plena para este momento", explica ao lembrar que mesmo assim não conseguiu conter as lágrimas durante a gravação da música no estúdio. 

Além de Gal Costa e Pabllo Vittar, o disco Todas as Cores ainda conta com parcerias com as cantoras Marília Mendonça (Não Me Testa) e Ana Carolina (Botando a Fila Pra Andar). Da última, Preta já havia gravado Sinais de Fogo, uma das músicas mais conhecidas do seu repertório até hoje. Já com Marília Mendonça foi o primeiro trabalho compartilhado - e as duas nem chegaram a se conhecer pessoalmente ainda. "A princípio não tinha pensado nela, justamente porque não a conhecia, pensei que não houvesse essa disponibilidade. Tenho uma admiração profunda por ela, então foi ótimo! Considero ela um dos grandes expoentes da música hoje e agora só está faltando o encontro, esse abraço", conta Preta. 

O disco, composto por 10 faixas, aposta na diversidade de ritmos e temáticas. "Acho que o nome representa isso: Todas as Cores. Na capa, tem o título e o nome Preta, sem o Gil. Acho que foi tudo muito apropriado para esse momento de celebração dos 15 anos de carreira, onde me sinto mais segura também", afirma. A convicção de que pode transitar pelos mais diversos lugares, no entanto, está presente desde sempre na vida da cantora. "Eu posso gravar sim uma música sertaneja ou um pagodão, mesmo não sendo uma cantora sertaneja ou uma pagodeira. A gente não precisa colocar nada em prateleira, e eu nunca consegui me enquadrar numa classe, num gênero, em uma única turma", recorda. 


Atenta às transformações que o mercado da música tem sofrido, sobretudo por conta da digitalização, Preta diz não sofrer tanto com a demanda de conexão constante. Recentemente, ela lançou em seu canal no YouTube um faixa a faixa do trabalho, onde explica a história de cada uma das músicas do álbum Todas As Cores. "Já lancei dois clipes, mas quero pelo menos cinco. Brinquei com a Anitta que se o projeto dela é Check Mate, o meu vai ser Dominó", diz, aos risos.

Com lançamento exclusivamente digital, Todas as Cores deve ganhar espaço em formato físico em uma caixa comemorativa com a qual ela pretende presentear amigos e fãs.

Carnaval

E os planos não param por aí. Em 2018, além de puxar o Bloco da Preta no Rio de Janeiro e em Salvador, ela assume pela primeira vez o comando do Expresso 2222, um dos espaços VIPs mais disputados do Carnaval soteropolitano. O camarote idealizado por Gilberto e Flora Gil para receber convidados na folia terá novos rumos, que serão anunciados em coletiva de imprensa em breve.

"Há oito meses eu estou trabalhando com minha equipe no novo conceito do Expresso 2222, que vai comemorar 20 anos em 2018", conta, ao lembrar que este trabalho se deu em paralelo com a confecção e lançamento do disco. "Vou me dividir muito entre Salvador e Rio, mas vai dar tudo certo! Vai ser o maior e melhor Carnaval da Preta de todos os tempos", deseja.