Brasil

Promotor reclama de protestos em SP e diz ter saudade da época da "borrachada nas costas"

"Se eles (Tropa de Choque) matarem esses filhos da p... eu arquivarei o inquérito policial", postou

Da Redação Correio24h

O promotor Rogério Leão Zagallo, que fez acusação do caso Gil Rugai, fez um comentário no Facebook neste sábado (8) que causou polêmica. Ao comentar uma das recentes manifestações em São Paulo, ele reclamou por estar preso no trânsito e escreveu: "Por favor, alguém poderia avisar a Tropa de Choque que essa região faz parte do meu Tribunal do Júri e que se eles matarem esses filhos da p... eu arquivarei o inquérito policial".


Zagallo continuou. "Petistas de merda. Filhos da p... Vão fazer protesto na p... que os pariu. Que saudades da época em que esse tipo de coisa era resolvida com borrachada nas costas dos merdas...", finalizou. Zagallo já havia causado polêmica ao dizer que bandido "tem que tomar tiro para morrer" e pedir arquivamento de processo no 5º Tribunal do Júri de São Paulo, em um caso em que um policial matou um suspeito. O crime aconteceu em 2010 e foi considerado "legítima defesa" pelo promotor em 2011.


O suspeito tentou assaltar um policial civil, que reagiu e atirou. O caso foi registrado na delegacia como homicídio doloso, quando há intenção de matar, mas o promotor considerou que houve um erro no registro de ocorrência já que o policial não cometeu assassinato, e sim agiu para se defender.



Matéria original: Correio24Horas

Promotor reclama de protestos em SP e diz ter saudade da época da "borrachada nas costas"