Turismo

Quer fazer a Lore Improta? Saiba quanto custa viajar para Tóquio

É possível conhecer a cultura japonesa por menos de R$ 6 mil. Confira também dicas e sugestão de roteiro

Carolina Dourado* (carolina.dourado@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Há poucos dias, Lorena Improta compartilhou com seus seguidores do Instagram sobre o mais novo projeto o qual foi chamada para fazer parte. A dançarina viajou para Tóquio, na última quinta-feira (15), a convite da empresária Patrícia Brazil, do Grupo it Brazil. Na edição anterior do programa 'YOLO', uma websérie produzida para o YouTube, as influenciadoras digitais Bianca Andrade e Thaynara OG foram convidadas e embarcaram para Marrakech. Neste ano, além de Lorena, foram convidadas também as influenciadoras Lorrayne Mavromatis, Kim RosaCuca e Gessica Kayane.

Foto: Reprodução/ Instagram

Mas para nós, meros mortais, como fazer para conhecer o Japão e o que tem de bom por lá? O país chama atenção de muitos turistas por conta das características únicas da cultura oriental. A capital, Tóquio, tem mais de 9 milhões de habitantes e é considerada como a área urbana mais populosa do mundo. Para quem deseja aproveitar, as melhores estações para viajar são a primavera (de março a maio) e o outono (de setembro a novembro). Pensando nas pessoas que têm vontade de conhecer Tóquio, o iBahia pesquisou três pacotes com destino à cidade da tecnologia.

Vale ressaltar que todas as passagens aéreas dos pacotes pesquisados são saindo do aeroporto de Salvador (Deputado Luís Eduardo Magalhães) e têm três conexões (Salvador - São Paulo/São Paulo - Nova York/Nova York - Tóquio), já que não há voo direto do Brasil. Confira o que cada época tem a oferecer, escolha a melhor data para viajar e programe-se:



- Primavera (11/04 - 18/04):

Considerada a estação mais famosa do Japão, por conta da temporada das flores de cerejeira, conhecidas como sakura, esse é o período que mais atrai turistas do mundo todo. 

Foto: Divulgação

Decolar.com
O pacote mais barato oferece passagens aéreas e cinco noites no Centurion Hotel Grand Akasaka (com café da manha) pelo valor de R$ 5.483 (por pessoa). Caso o pacote seja para quarto individual, o valor cai para R$ 5.346. O hotel é localizado perto do centro da cidade e é de fácil acesso.

O descolamento é a parte mais complicada e cansativa da viagem, pois não há voo direto partindo do Brasil até o destino e, em média, a viagem dura 35 horas e são necessárias três escalas para chegar em Tóquio.

CVC
Este pacote de viagem, comparado aos outros dois, tem o preço mediano. Para aproveitar cinco noites no Ayase Kokusai Hotel (sem café da manhã), o viajante precisa desembolsar nada mais nada menos que R$ 7.376 para um quarto individual. 

Já para o quatro duplo, o valor fica de R$ 6.713 (por pessoa), mas esses valores incluem passagem aérea. O hotel tem uma boa localização, fica perto de linhas de metrô, parques, supermercados, correio e farmácias

- Outono (10/09 - 17/09)
A segunda época mais popular do Japão é famosa por sua folhagem brilhante (Koyo) e pela temperatura amena. 

Foto: Divulgação
Booking
Com o valor mais alto, esse pacote não oferece passagens áreas inclusas. Para se hospedar por cinco noites no Nishitetsa Inn Shinjuku, localizado a 700 m do centro da cidade, é preciso coçar o bolso e desembolsar R$ 7.985 no quarto individual e R$ 4.722 no voo, ou seja, o total de R$ 12.707.

Já em um hotel diferente, oferecido pelo mesmo site de pesquisa, é preciso pagar R$ 5.860 (por pessoa) para se hospedar em um quarto duplo no Apa Hotel Asakusa Tawaramachi Ekimal e R$ 4.722 no voo.

Dicas de roteiro pelo site 'Melhores Destinos'
1º dia: visitar as atrações do cruzamento de Shibuya e o bairro de Harajuku, onde fica o Meiji Jingu Shrine.

2º dia: visitar o mercado Tsukiji e explorar o bairro de Ginza, como o Tokyo Imperial Palace

3º dia: ir até a área de Akihabara, conhecida pelo mercado de eletrônicos, e para o Shibuya

4º dia: visitar a área de Asakusa, onde fica o tempo Senso-ji. O local fica perto também da Tokyo Skytree, Ueno Park e O Tokyo National Museum

5º dia: ir até a Tokyo DisneySea ou a Tokyo Disneyland

Foto: Divulgação
Fique atento!
- Para visitar o Japão é necessário passaporte com visto. Como não há voo direto do Brasil, é preciso ficar atento às exigências do país onde fará conexão. 

- A diferença de fuso horário entre o Japão e o Brasil é de 12 horas e, por conta disso, pode acontecer algum efeito no corpo, como o jet lag (distúrbio temporário no sono).

- Brasileiros não podem dirigir lá, mesmo com a carteira internacional de habilitação, pois o país utiliza a mão inglesa. 

- A moeda do Japão é o iene ¥ (JPY) e em geral o comércio funciona entre 10h e 20h. Dólares não são aceitos como pagamentos. Em Tokyo, o viajante pode fazer o câmbio de moedas em grandes estações de trem ou agências de Correios locais.

Regras de educação
O povo japonês é conhecido por sua educação, por isso é preciso seguir algumas regras ao visitar o país. Confira:

- Em escadas rolantes, fique sempre ao lado esquerdo e deixe a direita livre para quem tem pressa;

- Comer pelas ruas ou andando é considerado falta de educação;

- Embora não tenha tantas lixeiras na rua, não jogue lixo no chão;

- Falar ao telefone nos trens é proibido e fique atento aos assentos destinados às pessoas com prioridade;

- Filas são frequentes e respeitadas no país;

- Se estiver gripado, use máscara no rosto para evitar transmitir a doença;

- Se encontrar algum objeto perdido, procure o dono ou deixe no mesmo local.


*Sob supervisão e orientação do repórter Guinho Santos.

*As buscas foram feitas no dia 19 de março de 2018 para viagens no período do dia 11 a 18 de abril e 10 a 17 de setembro deste ano.