Novelas

Relembre os momentos mais marcantes das novelas em 2014

O beijo gay de Félix e Niko, a morte de Laerte, estreia de Chay Suede e o cenário de 'Meu Pedacinho de Chão' estão entre os destaques

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)

Fortes emoções marcaram as novelas em 2014 e com certeza os amantes dos folhetins sentirão saudades. Aconteceu de tudo um pouco na teledramatugia durante o ano! O tão esperado beijo gay no final de 'Amor à Vida'; a estreia de Chay Suede em 'Império' e Luis Miranda em 'Geração Brasil' e o fiasco na audiência de 'Meu Pedacinho de Chão' estão entre os destaques. Confira a lista completa:

'Amor à Vida'


O último capítulo de 'Amor à Vida', que foi ao ar no dia 31 de janeiro foi marcada por fortes emoções. O desfecho da trama trouxe uma cena inesquecível protagonizada por Antônio Fagundes  e Mateus Solano. César (Fagundes) terminou a trama cego e recebeu a solidariedade do filho, Félix (Solano) que declarou amor pelo pai. Além disso, o tão esperando beijo gay de Niko (Thiago Fragoso) e Félix repercutiu nas redes sociais e os atores receberam o carinho e apoio do público.




'Em Família'


A última novela de Manoel Carlos foi dividida em duas fases. A primeira, trouxe uma cena marcante em que mostrava uma briga entre Laerte (Guilherme Leicam) e o rival, Virgílio (Nando Rodrigues). Quem também deu o que falar foi o ator Oscar Magrini, que apareceu completamente pelado. O global chegou a ser elogiado pelo bumbum em forma.  Ainda nesta fase, Bruna Marquezine viveu Helena.


Já na segunda fase, Helena foi vivida por Julia Lemmertez e Bruna interpretou Luíza, filha da protagonista. O clímax da trama veio com a paixão avassaladora entre a moça e Laerte (Gabriel Braga Nunes), que na primeira fase, foi apaixonado por Helena. O rapaz era muito ciumento e, em uma das cenas, foi alvejado pela mãe da moça após presenciar uma agressão.


E por falar em agressão, Jairo (Marcelo Mello) não aguentava o monopólio de Juliana com a guarda dos seus filhos e batia nela. Durante a trama, ele descobriu que Nando que era o pai verdadeiro dos pequenos, mas tudo não passava de uma armação da esposa.


O casal de lésbicas Marina (Tainá Muller) e Clara (Giovanna Antonelli) também marcou a trama de Maneco. Em uma das cenas, as duas chegaram a tomar banho juntas. A descoberta da doença de Cadu (Reynaldo Gianecchini); o estupro da personagem Neidinha (Jessica Barbosa) e a trágica morte de Laerte (Gabriel Braga Nunes) também foram destaque no folhetim.


'Império'


'Império', trama de Aguinaldo Silva, estreou em julho com uma carinha nova : Chay Suede, o novo galã que brilhou na primeira fase da novela. Outros momentos da trama também merecem destaque: a descoberta de Enrico (Joaquim Lopes) sobre a opção sexual do pai Claudio (José Mayer); a armação do jornalista Téo na despedida de solteiro do empresário, levando um travesti para a sua festa; o casamento de Maria Clara que não aconteceu. Ainda no folhetim: Du (Josie Pessoa) tentou suicídio ao descobrir que estava grávida de João Lucas, Cristina (Leandra Leal) descobriu que era filha de José Alfredo (Alexandre Nero) e vários personagens se envolveram na briga para conseguir um pedaço da pedra preciosa do comendador.


Em toda trama existe surpresas e com 'Império' não foi diferente. Aguinaldo Silva, autor da novela, precisou mudar o foco da personagem Cora (Drica Moraes) por conta de um problema de saúde da atriz. Ela foi afastada da trama após uma crise de labirintite. Como opção, Marjorie Estiano, que interpretou a vilão na primeira fase do folhetim, foi escalada para substituí-la. Já na reestreia,  Cora passou a noite com José Alfredo para realizar o sonho de perder a virgindade. O que não aconteceu.


Em torno do capítulo 100, o patriarca da família Medeiros, José Alfredo, forjou a própria morte. O público descobriu a verdade pouco depois, mas os personagens, entretanto, ficaram no escuro por mais tempo.


'Além do Horizonte'


O folhetim das sete que chegou ao fim no dia 2 de maio contou a história de Lili (Juliana Paiva) que enfrentou diversas dificuldades em busca do pai Luís Carlos, o LC (Antônio Calloni). A trama girava entre três conceitos: A máquina da felicidade, a besta de Tapiré e a lama gulosa.


A primeira era um aparelho de ressonância magnética, que deixava as pessoas abobalhadas e nenhuma explicação de como ela funcionava foi dada pelos autores. Na segunda, a cidade fictícia inteira acreditava que uma tal besta rondava o local e matava as pessoas - deixando seus rostos marcados. A besta apagava as luzes do local antes de atacar e todos simplesmente fugiam para suas casas sem questionar, pelo menos até a chegada da professora Celina. A última, porém, era uma espécia de areia movediça, só que feita de lama. E foi usada pelos autores para liberar o ator Alexandre Nero, que vivia o vilão Hermes, para a próxima novela das 21h.


'Geração Brasil'


Vivida por Cláudia Abreu, a personagem garantiu diversão durante 'Geração Brasil'. A trama de Izabel de Oliveira e Felipe Miguez  também foi marcada pela personagem transexual Dorothy Benson, interpretada pelo baiano Luis Miranda. A descoberta que Davi (Humberto Carrão) era o filho desaparecido de Jonas Marra (Murilo Benício) também não pode ficar de fora dos melhores momentos. Além disso, o personagem Herval (Ricardo Tozzi) - que se tornou o vilão da trama por causa da obsessão pela vingança contra Jonas -  teve sua punição nos capítulos finais. O rapaz foi condenado à prisão perpétua.O desfecho da história também foi marcado pelo retorno de Jonas para o bairro onde viveu a infância. Lá, ele montou uma barraca para conserto de computadores e viveu ao lado da amada Verônica (Taís Araújo). Por falar na atriz, ela deu trabalho a produção da trama para esconder a barriga de grávida. Por conta disso, a personagem também precisou engravidar no folhetim.


'Alto Astral'







A novela escrita por Daniel Ortiz estreou no dia 3 de novembro e marcou pela aposta no ator Sérgio Guizé para viver o protagonista da história. Já no início da trama, Laura, que era namorada de Marcos, se perdeu na floresta e foi encontrada por Caíque, irmão do médico. Os dois se envolveram e passaram a noite juntos sem saber do perigo que estavam correndo. Mas foi a partir da volta de Laura, que Marcos descobriu a traição dos dois e partiu para a briga com o irmão.


No decorrer da trama, Laura se apaixonou por Caíque, deixou o noivo no altar e vive com ele em meio a aventuras já que o rapaz tem poderes sobrenaturais.  Nos bastidores do folhetim, os atores Gulherme Leicam e Sophia Abrahão foram afastados da trama por conta de uma catapora.


'Joia Rara'

No dia 4 de abril foi ao ar o último capítulo da novela das seis. Muitas cenas marcaram a trama escrita por Thelma Guedes e Duca Rachid. A visita de Pérola ao mosteiro nos Himalaias. Também foi marcante a cena em que, com a ajuda de Iolanda, Hilda fugiu do casamento aramado pelo pai com Décio para se casar com seu verdadeiro amor, Toni. o casamento de Iolanda (Carolina Dieckmann) e Mundo (Domingos Montagner). O acidente de Silvia (Nathalia Dill) e depois de muitas maldades durante toda a novela, Ernest se arrepende e resolve confessar seus crimes. Vale lembrar que a novela ganhou o prêmio de melhor novela na 42ª edição do Emmy Internacional.'Meu Pedacinho de Chão'


Meu Pedacinho de Chão, escrita por Benedito Ruy Barbosa, em parceria com a filha, Edilene Barbosa, teve direção de Henrique Sauer e Pedro Freire, direção geral de Carlos Araújo e Luiz Fernando Carvalho.  Gina (Paula Barbosa) foi uma das personagens mais marcantes da trama, principalmente no momento em que se transformou e ficou mais feminina. O personagem de Zelão (Irandhir Santos) que se envolveu com a professora Juliana (Bruna Linzmeyer) e o romance de Viramundo (Gabriel Sater) com Milita (Cíntia Dicker) também foram destaques no folhetim. Também na novela,  o decote da professora Juliana foi alvo de polêmicas. O Ministério Público chegou a ameaçar a classificação da trama.


Apesar de muito bem produzida, ter um elenco de primeira, a trama exibida no horário das seis não decolou. O folhetim passou longe dos 20 pontos de ibope o que representa pouco para uma novela nessa faixa.


'Boogie Oogie'


Ambientada na década de 70, a trama que estreou no dia 4 de agosto marcou pelo acidente de avião no primeiro capítulo que ocasionou no cancelamento do casório de Sandra (Isis Valverde). A descoberta que Sandra é filha de Fernando (Marco Ricca) também merece destaque, além disso os vários casos de amor do rapaz movimentam a trama. As armações de Vitória (Bianca Bin), também não poderiam ficar de fora. A vilã faz de tudo para destruir o romance do casal principal da história, Sandra e Rafael (Marco Pigossi).

Veja Mais