Festival da Virada

Réveillon de Salvador terá esquema especial de transporte; confira

Esquema especial inclui ônibus extras, pontos especiais para táxi e mototáxi, além de estacionamento e ligação com o metrô

Raquel Saraiva, do Correio 24 Horas (raquel.saraiva@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Salvador terá esquema especial de transporte para quem for curtir o Festival Virada, que acontece entre os dias 28 de dezembro e 1º de janeiro, na Arena Daniela Mercury, na Boca do Rio. O esquema especial inclui ônibus extras, pontos especiais para táxi e mototáxi, além de estacionamento e ligação com o metrô.

Os horários dos ônibus serão ampliados. “Este ano, teremos várias opções, tem os táxis da cidade, teremos mais de 400 ônibus que rodarão 24h e pela primeira vez teremos mototaxistas credenciados pela prefeitura”, afirma o secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota.

Os 400 ônibus que circularão entre 21h e 5h em todos os dias do festival estarão distribuídos em 43 linhas, que ainda serão definidas pela prefeitura. Estudos estão sendo feitos para que elas sejam determinadas. Quem preferir usar esse tipo de transporte ainda contará com os veículos reguladores e com os micro-ônibus do Sistema de Transporte Especial Complementar (Stec). Ou seja, serão pelo menos 750 ônibus para atender à demanda.

Quem optar por ir de carro à região poderá estacionar nas vagas de Zona Azul - o número de vagas e as alterações no trânsito ainda estão sendo definidos pela Transalvador. Já quem quiser ir para o local de metrô deve esperar um pouco mais pela definição dos horários de funcionamento. A CCR Metrô Bahia ainda não definiu até que horários os trens e as estações irão funcionar durante o Réveillon. Ainda assim, já dá para adiantar que haverá uma linha de ônibus ligando a Estação Pituaçu, na Avenida Paralela, até a orla da Boca do Rio.

Foto: Bruno Concha/Secom PMS

Para o presidente da Associação Metropolitana dos Taxistas (AMT), Valdeilson Miguel, os passageiros poderão negociar descontos nas corridas. Mas é bom ficar avisado: a categoria circulará com bandeira dois a qualquer horário do dia. Em Salvador, o direito de usar a bandeira dois ao longo de todo o mês de dezembro é assegurado por lei.

“A gente quer que a festa seja organizada para que todos brinquem e a gente, que tá trabalhando, ganhe nosso dinheiro”, explica Valdeilson Miguel. Serão seis mil taxistas, segundo a Secretaria Municipal da Mobilidade (Semob).

Já os mototaxistas, que pela primeira vez trabalharão na virada do ano já regularizados pela prefeitura, garantem que o passageiro poderá negociar livremente o valor da corrida com o profissional, desde que o valor seja acertado antes da viagem.

“A negociação será livre durante o Réveillon”, afirma Henrique Balthazar Filho, presidente do Sindicato dos Mototaxistas (Sindimoto). De acordo com a prefeitura, somente os cerca de 700 mototaxistas que receberam o alvará poderão circular. O transporte ilegal será fiscalizado pela secretaria. O CORREIO procurou a Uber para saber se haverá ações específicas para o Réveillon em Salvador, mas a empresa não respondeu até o fechamento desta edição.

Já a 99Pop disse que ainda negocia parcerias com as festas nas cidades onde atua. Segundo a empresa, os locais onde haverá maior circulação de pessoas serão mapeados para que os motoristas atendam às necessidades dos passageiros. Mesmo assim, disse que os preços podem aumentar durante todos os dias do festival, já que eles variam de acordo com a demanda. Confira como será a operação:

- Ônibus

Ônibus extras - Serão disponibilizados 400 ônibus extras, distribuídos em 43 linhas para circular de 28/12 a 1º/1, das 21h às 5h. Além deles, haverá ainda 50 veículos reguladores - que serão usados para atender à demanda - e 300 micro-ônibus do Sistema de Transporte Especial Complementar (Stec).

Pontos de ônibus provisórios - Um ficará na Avenida Octávio Mangabeira, em frente ao acesso à Avenida Jorge Amado, sentido Itapuã, para atender às linhas com destino à orla, Mussurunga, São Cristóvão, Estrada Velha do Aeroporto e Paralela; o outro ficará próximo ao antigo Centro de Convenções, na Avenida Simon Bolívar, e servirá às linhas para o Centro, IAPI, Caixa D’Água, Liberdade, Cidade Baixa e Suburbana.

Estações - Já está definido que a Estação da Lapa ficará abertas até as 5h em todos os dias de shows. O funcionamento das demais ainda será divulgado.

- Táxi

Bandeira Dois - Os taxistas que irão operar nos dias de shows cobrarão a bandeira dois, mas o sindicato diz que descontos podem ser negociados. Serão cerca de 6 mil taxistas, segundo a Semob.

Pontos de táxi - Dois serão instalados e terão sinalização com blimps (infláveis), além de tabela de referência de preços. Um ponto ficará na orla sentido Itapuã, entre o Jardim de Alah e o Restaurante Yemanjá, e o outro em frente à antiga sede de praia do Bahia.

- Mototáxi

Credenciados - Cerca de 700 mototáxis foram credenciados pela prefeitura para trabalhar já no Réveillon. Eles serão fiscalizados por cerca de 150 agentes da Semob. Pontos especiais - Serão criados três pontos para os mototáxis, todos na Avenida Octávio Mangabeira: um no acesso ao antigo Centro de Convenções, outro na Praça Osório Villas Boas (antiga sede do Bahia), sentido Itapuã, e mais um em frente ao Restaurante Yemanjá.

- Metrô

Ligação para o local - Será criada uma linha de ônibus especial para os cinco dias do Festival Virada Salvador, ligando a estação do metrô de Pituaçu, na Paralela, até a orla da Boca do Rio, a fim de atender aos usuários que desejam chegar até o local dos shows usando os trens.
Horários - A CCR Metrô Bahia ainda não informou como o metrô irá funcionar durante o festival e divulgará as alterações, incluindo horário das estações, nos próximos dias.