E. C. Vitória

Ricardo David revela negociações para reforçar defesa e ataque

Presidente do Vitória não pensa em contratar goleiro; prioridade é renovar com Caíque

Vitor Villar, do Correio 24 horas (vitor.villar@redebahia.com.br)

O Vitória estreia na Série A já no dia 14 de abril, às 19h, contra o Flamengo, no Barradão. Em entrevista ao programa Bate-Pronto Podcast, do CORREIO, o presidente Ricardo David falou das contratações que planeja fazer para o Brasileiro.

David não descarta contratação de goleiro para Brasileiro (Mauro Akin Nassor / CORREIO)

O mandatário rubro-negro deu a entender que a contratação de um goleiro não é a prioridade. “Hoje nossa maior preocupação é a renovação com Caíque. Isso já deveria ter sido feito lá atrás. Estamos em negociação bem avançada e deve fechar. Essa é a nossa prioridade agora”, disse.

O contrato de Caíque, 20 anos, revelado nas categorias de base do Vitória, acaba em setembro. Com isso, o atleta já pode assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe e sair gratuitamente ao fim do vínculo.

Sobre contratar outro goleiro, David preferiu não cravar: “A gente nunca diz ‘não vem’. Se dou uma entrevista dizendo que estamos buscando um goleiro, desvaloriza os que estão no elenco. Nem tudo o que se faz lá dentro pode ser revelado porque pode prejudicar vários”.

Mais reforços

Ainda na entrevista, Ricardo David falou de contratações mais urgentes para a Série A: dois zagueiros e um lateral-direito. O lateral em questão é Jeferson, ex-Ponte Preta, que já está na Toca do Leão. “É jovem, joga nas duas laterais viemos monitorando ele e vai somar muito para a gente”, explicou David.

Sobre os zagueiros, o presidente disse que já estão em processo de negociação: “Temos hoje quatro zagueiros no elenco. Kanu está suspenso por 90 dias. Então tenho três para a posição. Se um desses sai por suspensão, fico com dois no campo e nenhum no banco. Precisamos ter pelo menos seis. Já estamos negociando com esses dois que faltam”.

Outro em negociação avançada é Wallyson, atacante do ABC. “Ele foi pretendido pela nossa comissão técnica após aquele jogo em Natal (3x1 pela Copa do Nordeste), em que ele jogou muito. Mancini o conhece bem e, se você observar os extremos que temos, são todos jovens. Estamos buscando dois extremos mais experientes”, disse David.

Promessa para a base

O mandatário rubro-negro ainda aproveitou para fazer uma promessa em relação à divisão de base do Vitória: “Deixo gravado aqui que proibí, não há mais envolvimento de atletas da nossa base como moeda de troca”, garantiu.

O presidente se refere às saídas de Geovane e Yan, revelados pelo rubro-negro. O primeiro foi para o São Paulo como pagamento por Kieza. O outro foi para o Palmeiras na negociação de Cleiton Xavier. “Não existe jogador que queiramos que valha um jogador da nossa base como moeda de troca. Isso acabou no Vitória. Todas as negociações passam por mim e não permitirei isso mais”, completou.