Empregos

Saiba como se preparar para trabalhar no exterior

Confira passo a passo para participar de processos em países como Canadá, Austrália, Alemanha e Nova Zelândia

Raphaela Ribas, da Agência O Globo

Diante da crise no Brasil e da demanda por trabalhadores qualificados em alguns países do mundo, é hora de arregaçar as mangas e se organizar para tentar uma vaga no exterior. Candidatos jovens e com formação acadêmica que vai além do superior completo estão entre os mais desejados. Confira a seguir como se preparar para concorrer às oportunidades no exterior.

CANADÁ

No Canadá, por exemplo, é comum a preferência para jovens solteiros, com menos de 30 anos, com experiência profissional, formação acadêmica com pós, sem filhos e alto nível de proficiência do idioma. É uma seleção bem elitista, que quer apenas os melhores para compôr a força de trabalho local.

Quer trabalhar no exterior? Países como Austrália, Canadá e Alemanha têm oportunidades para mão de obra qualificada

Na Alemanha, falta de trabalhador qualificado já afeta crescimento

Em Portugal, faltam trabalhadores qualificados

No Canadá, há o "Express Entry", um visto voltado para agilizar a entrada de profissionais estrangeiros. Através dele, o interessado cadastra o seu perfil e preenche um questionário sobre sua experiência profissional e acadêmica, nível de inglês ou francês, entre outras questões.

A partir das suas respostas, é gerada uma pontuação. Se for satisfatória, o candidato recebe um convite para aplicar o pedido de visto de residente permanente e terá que enviar uma documentação completa. O site oficial com mais detalhes sobre as exigências e processo é www.canada.ca.

AUSTRÁLIA E NOVA ZELÂNDIA

Já na Austrália e Nova Zelândia, os quarentões e cinquentões, respectivamente são bem-vindos. Nestes países da Oceania, os processos são parecidos para quem quiser tentar a migração qualificada. O primeiro passo é ver se sua profissão consta na lista de ocupações carentes nestes países.

Nos dois casos, deve-se entrar nos sites oficiais e enviar uma explicação de como poderá contribuir com a economia do país e porquê quer se mudar, o chamado “Expression of Interest (EOI). Na Nova Zelândia, o site é www.newzealandnow.govt.nz e para a Austrália, o www.homeaffairs.gov.au.

O candidato selecionado terá de enviar uma vasta documentação e, somente se aprovado, é que poderá entrar com o pedido de migração permanente.

Universidades portuguesas com mais ofertas para brasileiros

Há vagas no setor de turismo: em Portugal

ALEMANHA

A demanda por trabalhadores é para todo o país, principalmente para o Sul e regiões fora dos grandes centros urbanos, como na Baviera e em Baden-Württemberg, mas o candidato pode escolher onde quer morar — embora isso possa restringir suas chances.

As áreas que estão contratando são de saúde (médicos e enfermeiros), engenharia (automação e elétrica), técnicos em tecnologia da informação (desenvolvedores de softwares e programadores) e profissionais como eletricistas, soldadores e técnicos em mecatrônica. Tem que falar alemão. Outras oportunidades estão no site www.make-it-in-germany.pt