Viver Cabula

Sarau da Onça é opção de música e poesia na região do Cabula

Sarau se tornou ponto de encontro de jovens, com muitas atrações

Especial de Conteúdo

Oferecimento
A região do Cabula também é sinônimo de cultura. Nessa região é possível encontrar eventos e música que acontecem não apenas no período do verão soteropolitano, mas que se prolongam durante todo o ano. Um desses eventos que tem crescido bastante e ganhado destaque na região é o Sarau da Onça.

Foi no ano de 2011 que sete amigos, que vivem no bairro de Sussuarana, decidiram criar o Sarau da Onça como uma forma de mostrar que o bairro tem bastantes atrativos culturais. Já em seu logotipo é possível ver a força que o movimento tem ganhado nos últimos anos, através da onça suçuarana.
Foto: Reprodução
Assim, o Sarau se tornou ponto de encontro de jovens, com muitas atrações: apresentações musicais, leituras de poesia e outras ações que são realizadas através de parcerias. E as atrações culturais apresentadas no Sarau têm ganhado destaque, atraindo cada vez mais um público que ultrapassa os limites da região do Cabula.

Com o lançamento de sua primeira antologia em maio de 2014, intitulada de “Poesias Quebradas de Quebrada”, o Sarau viajou pelo Brasil. Os exemplares passaram pela 23ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, pela 1ª Festa Literária da Chapada Diamantina (FLITCH) e pelo Encontro Nacional dos APN’s, em Minas Gerais. Além disso, cópias da antologia foram exportadas para países como Gana, Luanda, Moçambique, Espanha e Estados Unidos.

Encontros quinzenais

A programação cultural do Sarau costuma acontecer de forma quinzenal, sempre aos sábados. A exceção são os meses de maio (aniversário do Sarau) e novembro (mês da consciência negra), quando a programação passa a acontecer todos os sábados.

Não há cobrança de ingresso para quem quer curtir a música e poesia do Sarau da Onça. Os encontros são realizados no Anfiteatro Abdias do Nascimento, localizado na Rua Albino Fernandes, nas dependências do Centro de Pastoral Afro (CENPAH), no bairro de Novo Horizonte. Os encontros começam, geralmente, entre 19h30 e 20h.

Nesse mês de janeiro, as atividades estão em recesso. A previsão é de que o Sarau retome a sua programação logo depois do Carnaval, mantendo as atividades culturais na região do Cabula mesmo após o fim da festa momesca.

Slam da Onça

Os criadores do Sarau da Onça são responsáveis também pelo Slam da Onça. Ela é uma competição de poesias, onde cada poeta deve recitar composições autorais em três fases de competição. O vencedor leva para casa um prêmio que varia a cada edição do evento. O Slam acontece na praça do Conjunto ACM, próximo ao Arraial do Retiro, também na região do Cabula.

Mais do que uma competição, o Slam é uma oportunidade para que os soteropolitanos consigam participar do Slam-BR, que tem projeção nacional. Por ser uma competição de poesias, isso ajuda que os jovens competidores leiam e estudem mais para melhorarem as suas produções.