E. C. Vitória

Sem artilheiro e com reforços, Leão estreia contra o Flamengo

Primeira rodada do Vitória no Brasileirão será no Barradão

Fernanda Varela e Daniela Leone, Correio 24 horas

Chega de saudade. É hora de elevar o nível e começar a brincadeira de gente grande. Neste sábado (14), às 19h, o Vitória estreia no Campeonato Brasileiro. O primeiro duelo será contra o Flamengo, no Barradão.

Kanu e Denilson devem ser titulares contra o Flamengo (Maurícia da Matta/EC Vitória)

E o Leão começa o ano já com a missão de quebrar um tabu. A única vez que o Leão venceu em uma estreia da Série A do Brasileirão, desde que a competição passou a ser disputada por pontos corridos (2003), foi em 2009. Naquele ano, em 10 de maio, o zagueiro Wallace e o meia Leandro Domingues fizeram 2x0 sobre o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba. O técnico era Paulo Cézar Carpegiani. 

De lá pra cá, o rubro-negro soma três derrotas e dois empates em estreias na Série A, nenhum deles no Barradão. Aliás, o rubro-negro não estreia diante do seu torcedor há 10 anos. A última vez foi em 2008, quando o rubro-negro perdeu para o Cruzeiro por 2x0.

Para mudar o cenário, o técnico Vagner Mancini vai ter que suar. Isso porque o Vitória perdeu o seu principal jogador, o atacante Neilton. Artilheiro do time, com 13 gols, ele sofreu uma lesão na coxa e está vetado. O volante Fillipe Soutto e o atacante André Lima, machucados, também não jogam.

O time é mantido em segredo. A principal dúvida é quem calçará as luvas e assumirá o gol. Fernando Miguel e Caíque estão à disposição, sendo que o último foi titular no jogo passado, contra o Internacional, pela Copa do Brasil, e falhou feio.  

Reforçado

Apesar das perdas, o Vitória chega reforçado para o Brasileirão. Suspensos no Campeonato Baiano, o zagueiro Kanu, o atacante Denilson e os meias Rhayner e Yago podem jogar normalmente. Um alívio para Mancini.

Quem também chega como opção é o lateral-direito Jeferson, apresentado ontem na Toca do Leão. Ele já está regularizado e poderá estrear.