Tecnologia

Smartphone pega fogo em bolso de político no Paraná

Lançado em 2016, o Moto G4 já havia sido alvo de outras críticas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Não é de hoje que algumas empresas têm que fazer recall dos seus aparelhos por defeito de fabricação, que acabam por oferecer algum tipo de risco ao usuário. Em setembro do ano passado, por exemplo, a Samsung teve que recolher mais de 7,5 milhões de unidades por conta de um defeito na bateria.

A bola da vez, contudo, foi um Moto G4 que pegou fogo no bolso de Marcos Rigolon, secretário de saúde do município de Guaíra (fronteira com o Paraguai), enquanto saía de sua residência. Em um vídeo postado no seu perfil do Facebook (e logo em seguida replicado para o YouTube), é possível ver o aparelho ainda soltando fumaça. O secretário sofreu apenas algumas queimaduras nos dedos.

Lançado em 2016, o Moto G4 já havia sido alvo de outras críticas. Em uma situação, enquanto carregava, causou incêndio e deixou uma família ferida; o caso ocorreu em Maceió, Alagoas.