Bahia

Taxista morre após se envolver em acidente com outro táxi na Bahia

Acidente ocorreu na madrugada deste sábado (17), em Feira de Santana. O outro taxista teve ferimentos leves e foi socorrido em estado de choque

Redação Correio 24h

O taxista Jorgeson Alexsander Silva Rios, 26 anos, morreu na madrugada deste sábado (17), em Feira de Santana, após se envolver em um acidente de carro com o também taxista Gabriel da Silva Cerqueira, que não teve a idade divulgada. O acidente ocorreu por volta das 2h30 da manhã, no centro da cidade, no cruzamento da Avenida Getúlio Vargas com a Senhor dos Passos.

Foto: Reprodução
Jorgeson morreu no local e o outro taxista foi socorrido com ferimentos leves e em estado de choque para um hospital da cidade. Na hora do acidente, Jorgeson conduzia um veículo modelo Siena e Gabriel um Spin. A sinaleira estava na modalidade intermitente e os dois veículos cruzaram a via ao mesmo tempo.

De acordo com informações do presidente da Cooperativa dos Profissionais de Táxi de Feira de Santana (Cooptaf), José Ramos Bezerra, mais conhecido como Patuca, o Spin atingiu o lado do condutor do Siena. O impacto foi tão grande que o Siena capotou e foi parar em cima do passeio da prefeitura de Feira de Santana.

O presidente do Sindicato dos Taxistas de Feira de Santana, Liomar Ferreira, lamentou a morte do taxista e informou que não lembra de ter ocorrido antes nenhum acidente com morte na área urbana da cidade. "Lamento pelo acidente e também pelo local e horário que ocorreu. Não é comum ter acidente fatal no perímetro urbano e num horário que não tinha movimento.
Foto: Ney Silva/Acorda Cidade
Ainda segundo ele, pelas características do acidente, um dos motoristas agiu com irresponsabilidade, em relação a velocidade, porque o local não tem curvas nem ponto cego. "Infelizmente, na maioria das vezes só se aprende com a desgraça. Ou existe destino e esse jovem estava previsto para morrer nesse dia e desse jeito", lamentou Ferreira.

Os dois taxistas são motoristas auxiliares e estavam trabalhando na hora do acidente. Segundo informações da Cooptaf, Jorgeson atendia a um chamado de rádio pela empresa Teletáxi e Gabriel pelo Alô Táxi. "Eles estavam atendendo a uma corrida de ouro na hora, que é aquela corrida que o rádio passa para o taxista que tiver mais perto do cliente e fica com ela quem chega primeiro. Cada um foi chamado para uma corrida diferente nessa modalidade", informou Patuca.

Os veículos foram periciados no local do acidente e depois levados para o pátio da cooperativa. Já o corpo do taxista foi encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana (DPT). Ainda não informações sobre o local e horário do enterro de Jorgeson.

Veja Mais