Mundo

Tigre ataca treinadora em zoológico na frente de visitantes

Tigre ultrapassou área de segurança após a mulher deixar o portão aberto para levar comida ao animal

Agência O Globo

Um tigre siberiano atacou uma funcionária do zoológico Kaliningrad, na Rússia, durante o passeio de visitantes. O animal, chamado de Tufão, ultrapassou a área de segurança após a mulher, acidentalmente, deixar o portão aberto quando foi levar comida para o animal. As informações são do jornal 'Daily Mail'.

A funcionária lutou com o animal e foi salva pelos visitantes do zoológico que gritavam e jogaram pedras na direção do tigre até que ele recuasse. Algumas pessoas jogaram mesas e cadeiras de um café em direção à cerca para assustar o animal.

A funcionária, que não teve a identidade revelada, foi encaminhada para um hospital local. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dela. Uma das visitantes relatou ter visto a vítima gritar e lutar com o animal durante o ataque.

"O rosto da menina estava sangrando. Ela gritou e tentou lutar contra o tigre a todo tempo", contou.

Com a distração provocada pelos visitantes, a treinadora conseguiu correr para uma parte segura do parque. Um porta-voz do hospital afirmou que o estado de saúde ela é considerado estável.

"A paciente foi entregue ao hospital com múltiplas feridas no corpo e membros. Ela está consciente. Sua condição é avaliada como estável, mas crítica. Não há ameaça para a vida dela", disse.

Mais tarde, funcionários do zoológico aplicaram um sedativo no tigre, que tem 16 anos. Esta espécie de tigre é considerada a maior dos felinos. Segundo funcionários do zoológico, Typhoon não tem histórico de agressões.

"Typhoon nunca antes mostrou nenhuma agressão à equipe do zoológico. Hoje ele se mostrou com um temperamento agressivo que nunca vimos", disse uma fonte ao jornal 'Daily Mail'.