E. C. Bahia

Três integrantes da torcida organizada Bamor são baleados no Tororó

A SSP-BA informou que a autoria e motivação serão investigadas pela polícia civil

Redação do Correio 24 Horas

Três homens foram baleados por volta das 10h deste domingo (08) na sede da torcida organizada do Bahia, a Bamor, no bairro do Tororó em Salvador. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) dois homens em um HB 20 branco efetuaram disparos  contra integrantes da Bamor na porta da sede da entidade. Neste domingo acontecerá a final do campeonato baiano onde o Bahia e o Vitória disputam o título do estadual de futebol. 

Dois dos feridos foram levados para o Hospital Geral do Estado (HGE): Antônio Marcos Sadela, 49 anos, que foi atingido no ombro esquerdo e  Daniel Sena Duarte, atingido no abdômem direito. Um terceiro elemento conduzido a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) dos Barris. O nome dele não foi divulgado. A SSP-BA informou que a autoria e motivação serão investigadas pela polícia civil. 

Torcida única 

Através de ofícios encaminhados à Federação Bahiana de Futebol (FBF) e à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) recomendou a adoção de torcida única nos clássicos da final do Campeonato Baiano. 

O promotor de Justiça do Consumidor, Olímpio Campinho Júnior, citou os episódios de violência protagonizados por torcedores de Bahia e Vitória no primeiro clássico do ano passado e também no deste ano como embasamento para a nova recomendação “de torcida única nos próximos e futuros jogos de futebol entre E.C. Bahia e E.C. Vitória, quando apenas torcedores dos times mandantes poderão comparecer ao estádio”.

No ofício, o promotor afirmou que a Polícia Militar concorda que "a medida de torcida única é positiva e eficaz para impedir conflitos violentos dentro e fora dos estádios". A Federação Baiana de Futebol  acatou a recomendação. Com isso, todos os ingressos para o primeiro jogo da decisão estadual, domingo (1º), na Fonte Nova, foram destinados a torcedores do Bahia. E só a torcida do Vitória será contemplada no dia 8 de abril, no Barradão. 

BAVI de tabus 

O retrospecto prova que o Vitória tem amplo favoritismo quando enfrenta o rival Bahia no Barradão. São 51 clássicos, com 26 triunfos do rubro-negro, 14 empates e 11 derrotas - incluindo o W.O. deste ano, que oficialmente ficou com placar de 3x0 para o tricolor.

Ao contrário do que as duas torcidas imaginam, porém, quando o Ba-Vi é pela final de algum campeonato e o jogo da volta é no Barradão, a força da Toca do Leão não se faz tão presente. E isso gera um tabu para o Vitória, que precisa vencer o duelo deste domingo (8), às 16h, para ser tricampeão baiano. O Bahia só precisa do empate, pois ganhou na Fonte Nova por 2x1, domingo passado.