Saúde

Veja cinco coisas que você tem que atraem mosquitos

Repelentes podem combater os mosquitos, mas alguns dos motivos de você sempre ser o alvo dos bichinhos não podem ser combatidos

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Ainda estamos na Primavera, mas a estação que precede o Verão também é bem quente e, sem dúvidas, uma das épocas favoritas dos mosquitos. Os repelentes podem combater os mosquitos, mas  alguns dos motivos de você sempre ser o alvo dos bichinhos podem não ter saída. Veja a seguir:

Você é adulto
Sim, ser adulto te torna mais atraente para os mosquitos. Os mosquitos são atraídos por CO2, que expelimos constantemente no processo da respiração. É por isso que esses insetos voam perto de nossas orelhas, nariz ou boca. Adultos, obesos e mulheres grávidas, portanto, emitem mais CO2 e são mais atraentes para mosquitos do que crianças.

Você fez exercícios (e não tomou banho)
Quando você faz exercício, seu organismo produz ácido lático para se misturar com o oxigênio e gerar energia para os seus músculos. Mas esse ácido é liberado no seu suor e isso atrai mosquitos que podem te picar. Tomar banho reduz o chamariz provocado por esse composto químico.

Foto: Divulgação


 Você bebeu cerveja
Um estudo com 12 homens com idades entre 20 e 58 anos e uma mulher de 24 anos mostrou que quem tomou uma lata de cerveja, com concentração de 5,5% de álcool, atraiu mais mosquitos do que os que não beberam nenhuma bebida alcoólica. No entanto, nem o álcool no suor, nem a temperatura da pele das pessoas foram fatores relevantes para atrair mosquitos.


Você tem sangue tipo O

As pessoas que tem sangue do tipo O, positivo ou negativo, chamam mais a atenção dos bichinhos voadores do que os tipos A, B e AB. O A é o menos atraente entre eles. Ainda assim, o caso requer mais estudos científicos para que a tese seja validada na comunidade científica.
 
"Imã de mosquito"
Não se sabe exatamente o motivo, mas algumas pessoas emitem compostos que repelem mosquitos, enquanto outras emitem aqueles que os atraem. Pesquisadores da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres concluíram que a resposta pode estar nos genes de cada pessoa. Nos experimentos, duas gêmeas idênticas não apresentaram maior ou menor nível de atração de mosquitos. No enquanto, quando as gêmeas eram diferentes, uma delas chamou mais a atenção dos insetos.