TV

Vencedora do Oscar pede boicote ao Netflix por disparidade salarial

A comediante Mo'Nique afirma ter recebido proposta inferior às de colegas homens e brancos

Agência O Globo
- Atualizada em

A atriz e comediante Mo'Nique, vencedora do Oscar pelo filme "Preciosa", pediu um boicote ao Netflix por ter recebido proposta de cachê inferior ao oferecido à colegas homens e brancos. A americana usou sua conta no Instagram para o denunciar o que considerou uma atitude discriminatória da plataforma.

"Estou pedindo que vocês fiquem ao meu lado e boicotem a Netflix por preconceito de gênero e preconceito de cor", disse no vídeo Mo'Nique. Ela afirmou que teria recebido proposta no valor de U$500 mil para fazer um especial de comédia, enquanto outros atores teriam salários muito maiores, como Amy Schumer (U$11 milhões) e Dave Chappelle (20U$ milhões).

A atriz afirmou que fez uma contraproposta pedindo um aumento, no entanto essa possibilidade teria sido descartada pela Netflix.

"Quando pedimos a Netflix para explicar a diferença, por que o cachê era tão diferente, eles disseram: 'Bem, nós acreditamos que é isso que Mo'Nique pode trazer. Nós dissemos: 'E o meu currículo?' Eles disseram: 'Nós não julgamos currículos", afirmou Mo'Nique.

À revista "Variety" a Netflix afirmou que não comenta negociações contratuais.