E. C. Vitória

Vitória perde para o Flamengo, mas permanece na Série A

Triunfo da Chapecoense sobre o Coritiba fez o Leão terminar em 16º na tabela

Fábio Vasconcelos, do Correio 24h

Para o torcedor do Vitória, a batalha do Barradão teve os ingredientes esperados: calor, tensão e muito sofrimento. O Leão conseguiu tomar a virada do Flamengo no último minuto, perdeu por 2x1, mas se manteve na Série A em 2018 graças ao gol da Chapecoense na vitória de 2x1 sobre o Coritiba também no final da partida, aos 49 minutos. Túlio de Melo foi o autor do tento, que também garantiu a Chape na Libertadores do ano que vem. 

A torcida do Leão fez a sua parte, lotou o estádio, e por muito pouco não saiu decepcionada com mais uma derrota em casa, que custaria o rebaixamento. No final, o rubro-negro terminou a competição em 16º, com 43 pontos. O Coritiba também ficou com 43, mas perdeu devido ao saldo de gols: -8 contra -9. 

O rubro-negro abriu o placar aos 39 minutos da primeira etapa, com Carlos Eduardo. O meia recebeu na área e, com praticamente sem marcação, apenas escolheu o canto esquerdo de César, que se esticou todo para pegar, mas em vão. O gol fez o Leão se manter tranquilo durante a partida, sem pressão das arquibancadas. 

No entanto, após o intervalo, a vida do Vitória virou um inferno em campo. Aos 29 minutos, Vinícius Júnior partiu para cima de Caíque Sá, deu um bonito drible e tocou para o meio da área. Willian Arão dominou e serviu ao zagueirão Rafael Vaz, que bateu forte de canhota. A bola ainda desviou na zaga antes de beijar a rede. 

O gol adversário fez o Barradão ficar com um clima tenso. E tudo piorou aos 48 minutos do segundo tempo. Em cobrança de falta de Diego, o volante Uillian Correia, que estava na barreira, meteu a mão na bola. Pênalti. Diego partiu para a cobrança e mandou uma bomba no meio do gol. Placar de 2x1 para os cariocas e tristeza geral. 

Por sorte, ao mesmo tempo, a Chapecoense marcava o gol do triunfo de 2x1 sobre o Coritiba, que fez o Vitória permanecer na Série A em 2018. A torcida do Leão, em forma de alívio, agradeceu cantando: "Vamo, vamo, Chape!". Foi por pouco...