Futebol

Vitória perde Ramon para o BaVi da final; pena de Kanu é reduzida

STJD determinou que Ramon deve cumprir um jogo de suspensão

Fernanda Varela, do Correio 24 horas (fernanda.varela@redebahia.com.br)

Os atletas que brigaram no primeiro BaVi do ano, no dia 18 de fevereiro, estão fora da final do Campeonato Baiano, que acontece domingo (8), às 16h, no Barradão. E mais: o Vitória ainda perdeu o zagueiro Ramon para a partida. Tudo isso foi definido no julgamento final do caso, feito pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que aconteceu na tarde de sexta-feira (6), no Rio de Janeiro. Não cabe mais recurso.

(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Pelo lado rubro-negro, Ramon foi punido com uma partida e está fora da final. Além dele, Bruno Bispo recebeu a mesma pena, mas como já cumpriu suspensão pela expulsão, está liberado para jogar. Os outros atletas já penalizados, Yago, Rhayner e Denilson, tiveram a punição de oito partidas mantida. Kanu, que tinha 11 jogos a cumprir, agora tem apenas oito. Além disso, o zagueiro foi liberado da punição de 90 dias sem atuar, assim como não precisará mais que pagar a multa de R$ 75 mil. Todos esses atletas já cumpriram cinco jogos (contra Jacuipense, Jacobina, as semifinais diante do Bahia de Feira e o jogo de ida da final, diante do Bahia). O restante será cumprido no Campeonato Baiano do ano seguinte, caso disputem.

O técnico Vagner Mancini, punido no segundo julgamento com cinco jogos por, no entendimento do pleno, ter ordenado que Bruno Bispo recebesse o segundo cartão amarelo, o que implicou no término precoce do jogo, teve a pena mantida e não poderá ficar à beira do campo no clássico. Ele já cumpriu três partidas pelo estadual – a pena não se estende para outros torneios.

Pelo lado do Bahia, Edson e Rodrigo Becão seguiram com oito jogos de suspensão, além de Lucas Fonseca, que foi punido com um jogo, mas já cumpriu.

Em relação ao Vitória, sofrerá apenas com o W.O. e multa de R$ 100 mil, sem rebaixamento, nem exclusão da competição.