Mundo

Publicada em 20/04/2013 às 18h20. Atualizada em 20/04/2013 às 18h25

Polícia de Boston divulga imagens de como suspeito estava escondido dentro de barco nos EUA


Djokhar Tsarnaev, 19 anos, está hospitalizado em condições graves, incapaz de ser interrogado


Da Redação Correio24h
publicidade

A Polícia de Massachusetts divulgou neste sábado (20) imagens que mostram Djokhar Tsarnaev foi descoberto escondido dentro de um barco  no quintal de uma casa durante a caçada em Watertown na noite de sexta-feira (19).

Uma câmera especial térmica capaz de captar emissões de calor deu aos policiais a posição exata do suspeito dentro da embarcação. O segundo suspeito dos ataques a bomba durante a Maratona de Boston foi capturado com vida, mas estava ferido e coberto por sangue. O jovem de 19 anos está internado em estado grave.

Imagem divulgada pela polícia mostra o suspeito escondido dentro de barco (Foto: Massachusetts State Police/AP)


Até agora há pouco conhecimento sobre as motivações dos irmãos de etnia chechena para os ataques, mas o presidente dos EUA, Barack Obama, prometeu que os investigadores vão resolver o mistério. “As famílias dos que foram mortos tão sem motivo merecem respostas”, declarou Obama, que classificou os suspeitos como terroristas.

Na noite se sexta-feira, menos de uma hora depois de autoridades afirmarem que a caçada havia sido infrutífera, eles encontraram o estudante universitário escondido em um barco e ferido por um tiro. Tsarnaev está hospitalizado em condições graves, incapaz de ser interrogado.

Imagem divulgada pela polícia mostra o suspeito escondido dentro de barco (Foto: Massachusetts State Police/AP)


A polícia de Boston anunciou via Twitter ontem que Tsarnaev estava sob custódia. “CAPTURADO!!! A caçada acabou. A busca foi feita. O terror terminou. E a justiça venceu. O suspeito está em custódia.”, dizia a mensagem postada na rede social.

O outro suspeito dos atentados em Boston, Tamerlan Tsarnaev, de 26 anos, irmão de Dzhokhar, havia sido morto no início da sexta-feira. A caçada terminou quatro dias depois dos ataques a bomba e apenas um dia depois de a polícia federal norte-americana, o FBI, divulgar imagens de câmeras de segurança dos dois jovens.

Fotografia da ambulância em que Dzhokhar foi encaminhado para o hospital

Eles são suspeitos de terem implantado explosivos em panelas de pressão que foram detonados no meio da multidão durante a maratona, deixando três mortos e mais de 180 feridos. Obama afirmou que a captura encerrou “um importante capítulo dessa tragédia”, mas observou que ainda há muitas questões não respondidas sobre os ataques em Boston, incluindo se os dois homens receberam ajuda de outras pessoas. O presidente pediu que ninguém se apresse para julgar quais seriam as motivações para o crime. “

Quando uma tragédia como essa acontece, com a segurança pública em jogo e os riscos tão grandes, é importante que nós façamos tudo direito”, declarou Obama. “É por isso que tomamos cuidado em não nos apressar em julgamentos, não em relação às motivações desses indivíduos e certamente não em relação a grupos inteiros de pessoas”, acrescentou. As informações são da Agência Estado.

Entenda a operação de capturaNa coletiva de imprensa, o Comissário de polícia de Boston, Edward Davis, explicou como se deu a ação para a captura do suspeito. Ele informou que Dzhokhar foi encontrado pelo dono da residência onde ele estava escondido, assim que os habitantes da região foram permitidos a sair de casa pelas autoridades locais.

O morador afirmou ter visto sangue no barco que estava no local e chegou a abrir a lona que cobria o transporte. Dentro, ele viu uma pessoa "coberta em sangue". Ele então entrou em contato com o serviço de emergência da polícia local e foi atendido por três policiais que estavam numa região próxima.

Policiais correm para atender à solicitação do morador em Watertown



Segundo o Comissário, eles estabeleceram um perímetro em relação ao barco juntamente com agentes estaduais e do FBI. Percebendo a ação, Dzhokhar trocou diversos tiros com os policiais, que revidaram com bombas para deixá-lo desnorteado. Testemunhas afirmam que mais de 30 disparos foram realizados.

Em dado momento, os policiais conseguiram se aproximar do barco e renderam o jovem. Davis afirmou que o suspeito já estava sangrando quando foi encontrando e não soube precisar se ele também foi atingido no segundo tiroteio. Dzhokhar estava ferido desde a noite de ontem, quando conseguiu fugir de uma troca de tiros com a polícia após uma perseguição.

Ainda não há informações oficiais sobre o estado de saúde do suspeito, mas o Comissário descreveu sua condição como "grave", embora não seja crítica.

Durante a ação, a polícia localizou Dzhokhar se movendo no barco a partir de um helicóptero que sobrevoava a área. Também foram utilizados equipamentos com infravermelho para encontrá-lo através do calor do seu corpo. Cerca de 60 policiais, bombeiros e agentes do FBI estavam ao redor da residência para o cerco final ao suspeito. Um negociador também foi enviado ao local, segundo a NBC.

Polícia se aproxima da área onde o suspeito está escondido

Jornalistas do The Boston Globe que estavam no local ouviram o momento em que os policiais abordaram o suspeito dentro do barco. Segundo um fotógrafo do jornal, os agentes gritaram: "Sabemos que você está aí! Saia com as mãos para cima!". Após a remoção de Dzhokhar do quintal da residência, a multidão comemorou e aplaudiu o trabalho dos policiais.

Depois de horas trancadas em casa, dezenas de pessoas saíram às ruas para comemorar a prisão





 





Tags: Atentado, suspeito, Djokhar Tsarnaev
{{ commentsTitle }}
Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Ao comentar o autor da mensagem esta aceitando os Termos e Condições de Uso.
{{comment.username}} {{comment.creation_tstamp*1000 | date:'dd/MM/yyyy - HH:mm'}}
{{comment.comment}}
  • {{comment.dislike_count | number}}
Comentário aguardando moderação
Agenda Cultural