Onde Está Meu Trio

Carnaval Ouro Negro: 91 entidades de matrizes africana desfilam na Avenida

Entidades estão subdivididas nas categorias Afro, Afoxé, Samba, Reggae e Índio e foram credenciadas para desfilar

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em


Onde Está Meu Trio?


Noventa e uma entidades de matrizes de povos africanos e tradicionais, como Olodum, lê Aiyê, Cortejo Afro e Filhos de Gandhy, vão desfilar por meio do Carnaval Ouro Negro, apoiado pelo Governo do Estado. 

As entidades estão subdivididas nas categorias Afro, Afoxé, Samba, Reggae e Índio e foram credenciadas para desfilar nos circuitos Batatinha (Pelourinho), Osmar (Campo Grande) e Dodô (Barra/Ondina). Entre os representantes da categoria afro, blocos de grande expressão popular como o Olodum e o Ilê Aiyê. O Gandhy, por exemplo, desfila nesta sexta-feira (9) no Circuito Osmar (Campo Grande).

Também participam blocos como Cortejo Afro, Muzenza, Malê Debalê, Mangangá e Bankoma, além de grupos a exemplo da banda Didá, Tambores e Cores, Swing do Pelô, Okanbi, entre outros. O segmento afoxé será representado por agremiações como os Filhos de Gandhy. Os blocos de samba pelo Alerta Geral, que, na noite quinta-feira (8), realizou o tradicionalmente abre-alas, no Circuito Osmar (Campo Grande).