Bahia

Advogado que espancou e tentou matar policial civil se entrega à polícia: 'perdi a cabeça'

Suspeito, que já possui antecedentes criminais por agressão física, contou que 'não tinha intenção de matar ninguém'

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O advogado que espancou e tentou matar um policial civil (PC), além de ter atirado contra um homem que tentou apartar a briga, se entregou à polícia na tarde desta quarta-feira (13). Orlando Freire de Assis, 29 anos, tinha prisão preventiva decretada e foi até à 2ª Delegacia Territorial de Feira de Santana (BA) acompanhado de uma advogado.

Foto: Divulgação/Polícia Civil
Em depoimento à polícia, o advogado, que já possui antecedentes criminais por agressão física, contou que 'perdeu a cabeça' e que 'não tinha intenção de matar ninguém'. Ele será indiciado por dupla tentativa de homicídio e porte ilegal de arma e, após o interrogatório, será levado para o presídio regional de Feira de Santana.


No último domingo (10), Orlando desferiu vários golpes contra o investigador Sérgio Roberto, deixando-o desacordado. Em seguida, pegou o revólver do policial, atirou contra uma testemunha e tentou disparar contra o investigador, que estava caído, mas a arma falhou. Toda a situação foi registrada em vídeo.

Usado na tentativa de homicídio, o revólver foi descartado em local próximo ao do crime e encontrado por um segurança. Seis testemunhas e uma das vítimas já foram ouvidas pelo delegado Roberto Leal, responsável pelo caso.