Bahia

Após áudios com ameaças, escolas suspendem aulas na Bahia

Secretaria Estadual da Educação ainda não se posicionou sobre a circulação dos áudios

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

 Em Alagoinhas, cinco escolas e uma faculdade particular tiveram as aulas suspensas nesta quarta-feira (3) após a circulação de áudios de WhatsApp atribuídos à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), com ameaças de realizar ataques nas escolas da cidade semelhantes ao que aconteceu no mês passado em Suzano, no interior de São Paulo. As informações são do Correio. 

Há o registro de suspensão de aulas em escolas de Barreiras, Oeste baiano, e Santo Antônio de Jesus, Recôncavo. Em entrevista ao Correio, Tácio Lobo,  secretário municipal da Educação de Alagoinhas disse que quando teve conhecimento dos áudios com as ameaças foi feito o acionamento das forças de segurança da cidade que reforçaram o policiamento no entorno das escolas.

De acordo com o jornal, foram suspensas aulas, na cidade de Alagoinhas, nas escolas Star, Colégio São Francisco, Colégio e Faculdade Santíssimo e Escola Estadual Luiz Navarro de Brito. 

A Polícia Militar informou que "está monitorando e atenta a esses conteúdos que têm o objetivo de amedrontar e causar pânico. Todas as unidades estão orientadas a agir preventivamente garantindo a segurança da população de toda a Bahia".