Bahia

Aposentada é vítima de golpe por falso agente do Ministério da Saúde na Bahia

Sentado na sala da aposentada, o homem começou a solicitar documentos como RG, CPF, e número do benefício

Redação Acorda Cidade

Acorda CidadeA aposentada Josélia Vieira, moradora do bairro Ponto Central, em Feira de Santana, foi vítima de um golpe dentro de casa por um homem que bateu em sua porta alegando ser servidor do Ministério da Saúde. Segundo a dona de casa, o desconhecido apresentou um crachá verde e amarelo com o emblema da previdência social. Após entrar na residência, o falso agente conseguiu roubar dois cartões de crédito, e ao sair, realizou um saque e um empréstimo em apenas meia hora.

Sentado na sala da aposentada, o homem começou a solicitar documentos como RG, CPF, e número do benefício. Solicitou também o título de eleitor, mas a idosa disse que não tinha. Ela chegou a desconfiar do homem, mas teve medo de gritar e sofrer algum tipo de agressão.

Foto: Ney Silva/ Acorda Cidade

“Ele veio com um crachá no pescoço dizendo que era do Ministério da Saúde e que ia me cadastrar para aumentar a minha renda porque o governo estava me dando. Eu fiquei desconfiada, mas não gritei, não corri para chamar ninguém da rua com medo de revelia e também porque minha mãe estava aqui deitada. Ele ainda pediu para ir ao sanitário para ver se tinha gente dentro de casa. Tem seis pessoas nessa casa: quatro homens, minha mãe e eu”, relatou a vítima, que na hora do golpe estava sozinha em casa com a mãe.A aposentada relatou ainda que o suspeito pediu o cartão do INSS e enquanto ela procurava o documento dentro do quarto, ele vasculhou a bolsa que estava em cima da mesa e roubou dois cartões, um da poupança e outro da aposentadoria, substituindo os verdadeiros por cartões com o nome de outra pessoa.O homem deixou a residência e, em apenas meia hora, realizou um saque de R$ 1.500 e um empréstimo bancário no mesmo valor. “Quando ele saiu fui perguntar à minha colega se ela também tinha se cadastrado e ela me falou para correr para o banco que isso era um golpe. Corri para o banco, gritando e nem peguei fila. Nem sei como foi que cheguei na agência”, relatou a mulher em desespero. A polícia civil de Feira de Santana está investigando o caso.