Bahia

ASPRA-BA convoca policiais e bombeiros para assembléia geral

Segundo o diretor geral da ASPRA-BA, dos sete itens relacionados na convocação, cinco deles são repetidos da última paralisação, que aconteceu no final de janeiro de 2012

Editoria Notícias & Empregos
- Atualizada em
A Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (ASPRA-BA) publicou uma convocação oficial aos profissionais para uma assembléia geral no próximo dia 11 de abril, às 15h no Ginásio dos Bancários. O objetivo é cobrar novas e antigas reivindicações da categoria junto ao Governo do Estado.

De acordo com o vereador e diretor geral da ASPRA, soldado Marco Prisco, dos sete itens relacionados na convocação, cinco deles são repetidos da última paralisação, que aconteceu no final de janeiro de 2012. Na época, a principal exigência que foi o pagamento da Gratificação de Atividade Policial (GAP V), chegou a ser cumprida.

Das reivindicações repetentes estão a anistia ampla e irrestrita para quem participou da mobilização de 2012, regulamentação da insalubridade, periculosidade e auxílio acidente, plano de carreira e a criação do código de ética. Segundo o vereador, o fim da escala em ciclos/períodos chegou a ser acertada na última mobilização, mas com o passar da greve também não foi seguido.

Já as duas novas exigências da categoria são: pagamento do auxílio transporte e a definição de 25 anos de serviço para aposentadoria das policiais femininas. Questionado sobre a possibilidade de uma nova greve, Prisco esclareceu que vai depender do que acontecer após a assembleia. "Nós vamos fazer a assembleia que é um direito nosso. Depois vamos esperar um contato do Governo com uma proposta sobre as reivindicações. Depende deles", enfatizou.

Na convocação, a associação fez questão de ressaltar o Art.5, cap. XVIn da Constituição Federal de 1988, que diz "todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público, independentemente de autorização, desde que não frustem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente".