Bahia

Assaltantes de banco em Oliveira dos Brejinhos liberam os reféns

Agência do BB foi assaltada e quadrilha tinha feito seis reféns para evitar a troca de tiros com a polícia

Redação CORREIO (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Uma quadrilha assaltou, na manhã desta segunda-feira (15), uma agência do Banco do Brasil de Oliveira dos Brejinhos, a 597 km de Salvador, e fez seis homens reféns para evitar a troca de tiros com a polícia.


Segundo informações do delegado Clemilton Figueredo Martins, responsável pelas investigações, os cinco assaltantes chegaram à cidade a bordo de um veículo Vectra prata, com placa de Santo Antônio de Jesus, e explodiram uma das portas de vidro para ter aceso ao banco.


"Dentro da agência, o grupo rendeu seguranças e roubou o dinheiro dos caixas. Há um número grande de policias trabalhando hoje, mas não podíamos fazer muito, já que quando chegamos no banco, havia muitos clientes e funcionários e eles já estavam com os reféns", explicou o delegado.


O grupo atirou diversas vezes para cima e, na fuga, roubou um Fiat Strada que estava estacionado na porta do banco. Eles ainda levaram seis homens como reféns, dois clientes e quatro funcionários, que foram liberados na estrada que dá acesso ao povoado de Riacho de Areia, meia hora depois do assalto.


Segundo Clemilton, "parte dos reféns e o gerente do banco já prestaram depoimento na delegacia e o grupo que planejou o assalto pareceu muito bem organizado. Eles tinham armamento pesado e desconfiamos que já tenham trocado de carro pelo menos duas vezes até o momento."


De acordo com as testemunhas, os homens garantiram, durante a ação, que não iriam ferir ninguém e que liberariam os reféns após a fuga. Alguns clientes e funcionários ficaram levemente feridos por estilhaços de vidro e um homem foi baleado de raspão, mas passa bem.


"Já tivemos informações de que eles estão fazendo rotas não convencionais e fugindo por dentro de fazendas, quebrando cercas com uma caminhonete L200 e um veículo Vectra preto", explicou o delegado.


A Polícia Civil e Militar de municípios vizinhos como Ibotirama, Brotas de Macaúbas e Boquira estão auxiliando na perseguição aos assaltantes, além da Polícia Rodoviária Federal.