Bahia

Biometria: TRE terá atendimento durante a madrugada até quarta-feira (31)

Senhas continuarão sendo entregues somente até 18h

Redação Correio 24h
Se você é um dos 300 mil eleitores soteropolitanos que ainda não fez o recadastramento biométrico atente-se pois o prazo termina na próxima quarta-feira (31). Por conta disso, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE)  começa nesta segunda-feira (29) um turno de trabalho extra durante a madrugada para atender os eleitores. De acordo com a asessoria de comunicação do órgão esse turno será apenas na sede do TRE no Centro Administrativo da Bahia. 
A capacidade de atendimento será estendida durante a madrugada caso haja demanda. Contudo, apesar do atendimento poder ser realizado com horário estendido o eleitor precisa chegar na sede do TRE até 18h para poder pegar senha de atendimento. Quem não fizer o recadastramento terá o título cancelado. 
Além de não poder votar nas Eleições 2018, o eleitor ficará impossibilitado – por exemplo – de obter passaporte, tomar posse em concurso público e receber auxílios do governo, a exemplo do Bolsa Família. 
Outros lugares que fazem atendimento  sem agendamento: 
1.  Assembleia Legislativa - No Centro Administrativo da Bahia com 40 senhas pela manhã a partir de 8h e 40 pela tarde
2. Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz-BA) no Centro Administrativo da Bahia - com 110 senhas/dia
3. Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) no Centro Administrativo da Bahia (CAB) com 40 senhas pela manhã e 40 pela tarde
4. Ministério Público (Nazaré) com 30 senhas pela manhã e 25/tarde. Funciona a partir de 8h. 
5. Estação Pirajá do Metrô - distribui 400 senhas por dia, funcionando também aos sábados, das 7h às 12h.
6. Estação Bonocô do Metrô com 250 senhas por dia a partir de 7h.
7. Estação Ferroviária da Calçada  250 senhas por dia a partir de 7h. 
Confira os documentos necessários para fazer o recadastramento biométrico
- Documento oficial de identificação com foto (Ex.: original e cópia de RG, CNH, Carteira Profissional, Passaporte, Carteira de Reservista ou Certificado de Alistamento Militar);
- Comprovante de residência atual original e cópia (emitido há, no máximo, três meses), no nome do eleitor ou de um parente, devendo comprovar o parentesco;
- Documento comprobatório de alterações de dados pessoais, se houver (Ex.: original e cópia da certidão de casamento com homologação de separação, sentença judicial etc.);
- Se for tirar o 1º título eleitoral, necessita-se ainda da original e cópia do comprovante de quitação do serviço militar (para homens com idade entre 18 e 45 anos).
- A CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não é válida como documento de identificação para o alistamento eleitoral (1º título de eleitor) por não conter nacionalidade/naturalidade, assim como o Passaporte, por não conter a filiação.
- O eleitor que tiver o título eleitoral anterior deve levá-lo na hora de fazer o recadastramento biométrico. Caso o tenha perdido não é necessário levar boletim de ocorrência.
-  Antes de comparecer ao cartório, é necessário ao eleitor consultar a existência de débitos com a Justiça Eleitoral. Para isso, bastará acessar o site (www.tre-ba.jus.br). A pesquisa é feita, por meio do menu principal, seguindo o caminho: Eleitor > Débitos do eleitor. Caso exista débito, a multa deverá ser paga previamente. O comprovante de pagamento deverá ser apresentado no momento do atendimento.
ATENÇÃO! 
Na Bahia, 54 municípios estão passando por procedimento de revisão extraordinária. Com isso, os eleitores que não atenderem à convocação da Justiça Eleitoral até a data limite (31 de janeiro de 2018) terão seus títulos cancelados. Além de não poder votar nas Eleições 2018, o eleitor ficará impossibilitado – por exemplo – de obter passaporte, tomar posse em concurso público e receber auxílios do governo, a exemplo do Bolsa Família.