Bahia

Centro de Bioimagem do Hospital Menandro de Faria foi entregue nesta quarta-feira (21)

A expectativa é que a unidade realize mais de 7,5 mil exames por mês, sendo 6 mil exames de raio-x e cerca de 1,5 mil tomografias computadorizadas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Nesta quarta-feira (21), o governador Rui Costa inaugurou o Centro de Bioimagem do Hospital Geral Menandro de Faria (HGMF), localizado em Lauro de Freitas, que agora conta com dois aparelhos de raio-x e um tomógrafo de 16 canais. Com um investimento de R$ 6 milhões, a modernização do setor é resultado da parceria público-privada (PPP) entre o Estado da Bahia e a Rede Brasileira de Diagnóstico (RBD). A expectativa é que a unidade realize mais de 7,5 mil exames por mês, sendo 6 mil exames de raio-x e cerca de 1,5 mil tomografias computadorizadas.

Foto: Carol Garcia/GOVBA
O governador destacou as vantagens da parceria público-privada, que está sendo implantada nos principais hospitais do estado. “Sem essa parceria, quando o equipamento quebra, é preciso que o Estado cumpra o normativo das leis de compra, de licitação, o que acaba demorando. Ou seja, a PPP traz benefícios para todos os envolvidos, principalmente para a população, que conta sempre com um serviço rápido e de qualidade”, ressaltou.

Sobre os investimento em saúde no município de Lauro de Freitas, Rui Costa lembrou que, em breve, será aberto o edital de licitação para o Hospital Metropolitano. “Abriremos esse processo nos próximos dias e, assim que tivermos a licitação concluída, a expectativa é que o hospital fique pronto em, no máximo, um ano e meio. Este é mais um importante investimento para a região metropolitana, que contará com um reforço significativo na área da saúde”, concluiu o governador.

Centro de Bioimagem

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas, o novo setor dará agilidade ao atendimento do hospital, nas redes de urgência e emergência, além de complementar a assistência eletiva a pacientes moradores de Lauro de Freitas e municípios do entorno. “Com esta modernização, teremos maior eficiência no diagnóstico, o que permite realizar exames que antes não eram realizados aqui. Isso acelera o período de internação e permite maior resolutividade dos casos”, explicou Vilas-Boas.

Os pacientes terão acesso ao Centro de Bioimagem através da regulação do próprio Menandro de Faria, ou por meio de outras unidades de saúde, através da regulação do Governo do Estado. Para os pacientes encaminhados de outros hospitais, além de documento de identificação com foto e cartão do SUS, será necessário levar a solicitação do exame. A unidade de imagem funciona de segunda a sexta-feira, em diferentes turnos, por dia, com quatro radiologistas dedicados unicamente ao Centro.
Foto: Carol Garcia/GOVBA
A técnica em serviços gerais, Maria Dinalva Andrade de Souza, que está afastada do trabalho, por conta de dores na coluna, comemora a abertura do centro de imagem em Lauro de Freitas, que vai evitar idas à capital, para realizar os exames necessários. “Ter esses serviços aqui no Menandro de Faria nos dá mais tranquilidade. Antes, eu tinha que procurar hospitais em Salvador que fizessem esse tipo de exame”, ressaltou.

Parceria
A Rede Brasileira de Diagnóstico (RBD) possui convênio com o Governo, através de PPP, em 11 unidades de saúde espalhas pela Bahia, onde já foram investidos, no total, R$ 120 milhões, em reformas de instalações e modernização de equipamentos. De acordo com o presidente da RBD, Stelliu Espinheira, esse tipo de parceria com o Estado consegue oferecer maior agilidade aos pacientes do SUS.

“São inúmeros os benefícios para esta população. No que diz respeito ao diagnóstico, temos prazos a serem cumpridos para melhor atender os pacientes. Tudo isso realizado por meio de uma central de laudos, localizada em Salvador, que recebe os exames das unidades através de telemetria. Nessa central, os exames são analisados pelos melhores radiologistas, especialistas em cada patologia. Esse formato só é possível porque os equipamentos deixaram de ser analógicos e passaram a ser digitais, facilitando o processo de envio e diminuindo o tempo de espera do resultado”, destacou Stelliu.