Bahia

CNJ manda investigar esquema de adoções no interior do estado

A determinação do CNJ foi motivada por reportagem exibida no Fantástico, no domingo, que revelou um suposto esquema envolvendo o juiz Vitor Manoel Xavier Bezerra

Da Redação
- Atualizada em

A Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou ao Tribunal de Justiça da Bahia (TB-BA) que investigue se houve irregularidades nas adoções ocorridas em Monte Santo, sertão baiano.


A determinação do CNJ foi motivada por reportagem exibida no Fantástico, no domingo, que revelou um suposto esquema envolvendo o juiz Vitor Manoel Xavier Bezerra. Segundo a reportagem, o magistrado ordenou que cinco crianças de uma mesma família fossem retiradas da casa dos pais pela polícia.


As crianças teriam sido entregues para adoção a quatro casais de São Paulo. A denúncia chegou ao CNJ no dia 1º de outubro. O TJ-BA abriu sindicância para apurar a conduta do magistrado. Em nota, o tribunal informou que já monitora a denúncia há três meses.


O novo juiz da comarca de Monte Santo, Luiz Roberto Cappio, foi designado para acompanhar o caso. A sindicância deve apontar, em até 90 dias, se houve erro por parte do magistrado e qual a punição a ser aplicada.


Petição
Uma petição online foi lançada pelo blog SustanteNews, com o objetivo de pressionar o Conselho Nacional de Justiça, o Tribunal de Justiça da Bahia e o Ministério Público Federal para solucionar o caso de adoção das cinco crianças de uma mesma família da cidade baiana de Monte Santo por casais de São Paulo, exibido no Fantástico, no último domingo (14). Mais de 50 pessoas já assinaram o documento, até as 17h25 desta terça-feira (16).


Matéria original do Correio
CNJ manda investigar esquema de adoções no interior do estado