Bahia

Conselho de Medicina fala sobre festas populares em Salvador: 'Respeitem as orientações'

Entidade disse que 'aglomeração é uma realidade irrefutável em festas populares'

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Diante do debate sobre a realização de festas populares durante a pandemia da covid-19, o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) apresentou nesta sexta-feira (26) o posicionamento da entidade. Em nota, o conselho 'recomenda às autoridades sanitárias baianas que respeitem as orientações cientificamente conhecidas para tomadas de decisões, tendo como norte primordial o direcionamento técnico e científico dos pesquisadores sobre o tema'.

O Cremeb citou ainda a chegada da nova variante detectada na África do Sul e os riscos que as aglomerações apresentam. O presidente da entidade, Dr. Otávio Marambaia, pediu cautela.

“A imunidade vacinal, por exemplo, tem se mostrado muito efetiva no combate ao vírus, mas ainda há incertezas sobre a duração dessa eficácia. A saúde da população e os riscos eminentes com a realização desses eventos devem ser os principais pontos analisados antes qualquer decisão”, explica Marambaia.

Por fim, o Cremeb alertou que a 'aglomeração é uma realidade irrefutável em festas populares e, por isso, pode proporcionar risco incalculável para a saúde pública, fator esse que exige ponderação e cautela dos entes responsáveis pela realização'.