Bahia

Coronavírus: Rui Costa anuncia novos leitos para Covid-19

Governador afirmou também que não vai recuar em medidas preventivas

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O governador da Bahia, Rui Costa, anunciou, tarde desta sexta-feira (27), durante  mais uma edição do programa #PapoCorreria, a negociação para instalação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para o tratamento de casos confirmados do novo coronavírus (covid-19) também no interior. 

Foto: Fernando Vivas/GOVBA

Segundo Rui, além dos 600 leitos já previstos em Salvador, novos leitos no interior e a utilização de Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para triagem de casos formarão a rede de proteção baiana. 

“Estamos negociando com hospitais privados em diferentes regiões da Bahia, de modo que essas unidades se transformem em referências regionais no tratamento da Covid-19.  Além desses equipamentos privados, por meio da parceria com os prefeitos, hospitais públicos também serão utilizados para o mesmo fim, como é o caso do Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães, em Itabuna, que será transformado em referência para o tratamento da doença, após a transferência dos pacientes que lá estão e do acréscimo de 31 leitos, chegando a 40, somente nesta unidade”, explicou o governador.

Durante o programa, Rui Costa também enalteceu a parceria com os prefeitos: “A Bahia está muito abaixo da média nacional de transmissão e abaixo também da curva projetada por especialistas. Isso é sinal de que as medidas têm surtido efeito. O que mais importa, nesse momento, é manter a Bahia unida, mesmo que seja virtualmente. Dialogamos com todos os prefeitos e prefeitas, sejam eles de partidos da base ou não. Por isso, faço questão de agradecer, em nome do povo baiano, a todos eles. A Bahia pode se orgulhar de estar colocando toda a força e energia para ganhar essa guerra”, afirmou.

Medidas restritivas 
Sobre as medidas restritiva para conter a disseminação da doença, o governador disse que elas continuarão em vigor. "Nós não recuamos e não recuaremos em nenhuma medida preventiva para salvar vidas humanas. A SSP não permitirá manifestações de quem pensa no lucro e quer matar pessoas. Não vamos permitir que aqueles que pensam somente na máquina registradora propaguem o ódio na sociedade". 

Rui Costa anunciou ainda que assinou um decreto que unifica todas as medidas e que as ações seguem valendo até nova avaliação do cenário. “A Bahia adotou medidas, algumas delas duras, mas extremamente necessárias para salvar vidas humanas. Temos 18 municípios com casos confirmados e a suspensão do transporte intermunicipal nessas localidades segue valendo, a priori, até o próximo domingo [dia 5 de abril]. Com relação às aulas, o decreto de suspensão por 30 dias também segue em vigor. Quando estiver para vencer esse prazo, iremos avaliar novamente a situação e divulgaremos a medida determinada pelo Estado”, esclareceu.

O governador reforçou que as rodovias devem permanecer abertas. “Respeito a autonomia dos municípios, mas é preciso garantir fluxo de mercadorias, alimentos, de itens de sobrevivência da população. Portanto, as estradas não devem ser fechadas. Além disso, sugerimos que atividades econômicas que não coloquem em risco a população possam funcionar em cidades que ainda não tenham casos registrados”.

População vulnerável
O governador aproveitou o programa para agradecer às doações de 1 mil colchões e 1 mil travesseiros, bem como de 1 mil camas box e 5 mil roupas de cama, feitas, respectivamente, pelo Magazine Luiza e pela cantora Ivete Sangalo. “Esses itens serão utilizados durante o acolhimento, no prédio onde funcionava a Faculdade Ruy Barbosa, no Rio Vermelho, de até duas mil pessoas pertencentes à população vulnerável que tenham sido infectadas pelo novo coronavírus”.

Rui lembrou ainda que, nesse prédio, “a internação será voluntária e que profissionais da área da saúde que não estejam atuando durante a quarentena podem se voluntariar para cuidar dessas pessoas”. Os interessados podem se inscrever por meio do site Portal do Voluntariado.  

Pedido

Rui Costa encerrou o programa reforçando o pedido para que baianos e baianas fiquem em casa e não deem atenção às fake news. “Esperem as notícias oficiais emitidas pelo governo estadual, pois nosso governo é de transparência e divulgaremos todos os dados pertinentes ao avanço do novo coronavírus no território estadual”, garantiu.