Bahia

Em Costa do Sauipe, feira debate estudo sobre a África nas escolas brasileiras

Evento começa no dia 21 de novembo e vai até o dia 23

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em



Costa do Sauípe irá receber, a partir desta quinta-feira (21), a "Feira Internacional Afro-Étnica de Negócios e Cultura", que acontece pela primeira vez na Bahia e debate, neste ano, a Lei 10139, que obriga o estudo sobre a África nas escolas brasileiras. A lei completa 10 anos em 2013.


A idealizadora do projeto é a artista plástica Silvana Saraiva, que promove o evento em parceria com a Câmara dos Deputados, a Comissão de Relações Exteriores e a Defesa Nacional. A Feira traz várias atividades culturais, além da presença de empresários de 12 países africanos que pretendem negociar com pequenos empresários brasileiros. Já confirmaram presença a ministra da Cultura, Marta Suplicy, e o ministro da Educação, Aloísio Mercadante. A edição deste ano acontece em parceria também com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).


Já leu a Conectado do mês de novembro? Veja o que o iBahia preparou para você na edição deste mês da nossa revista digital.


Vale lembrar que um grupo da Unesco aproveitará o evento para discutir a publicação do nono volume da história sobre a África, que incluirá a história dos africanos que foram para países onde houve escravidão. Na primeira edição da feira foram gerados 1,3 bilhão de dólares e a expectativa para esta edição é de cerca de 2,5 bilhões de dólares.


Informações como programação e nomes de outros palestrantes podem ser encontradas através do site do evento.