Bahia

Escolas públicas, particulares e universidades suspendem aulas hoje

Um dia antes da manifestação, o Ministério da Educação (MEC) reforçou a segurança no entorno do prédio, em Brasília

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Escolas públicas, particulares e universidades suspendem as atividades nesta quarta-feira (15) em protesto contra o bloqueio de verbas para as universidades federais e a proposta de reforma da Previdência. Em caráter nacional, o movimento tem adesão de professores das redes de ensino pública e privada.

Um dia antes da manifestação, o Ministério da Educação (MEC) reforçou a segurança no entorno do prédio, em Brasília. Homens da Força Nacional estão na entrada do edifício, na terça-feira (14). 

A portaria da entrada principal, que geralmente fica aberta, tem sido mantida fechada. A cada servidor ou visitante que chega, o funcionário abre a porta manualmente. Na recepção do ministério, os funcionários atribuem o reforço na segurança aos “protestos do pessoal da UnB”, referindo-se à Universidade de Brasília.

Na rede estadual de ensino da Bahia 800 mil alunos devem ficar sem aulas e n rede municipal 140 mil alunos serão afetados. Em nota divulgada no site do Sindicado dos Professores do Estado da Bahia (Sinpro), a categoria afirma que várias escolas decidiram paralisar suas atividades "para unir forças neste momento crucial da luta dos trabalhadores em educação, pela defesa dos seus direitos e da Educação no Brasil”.