Bahia

Estado Solidário: bolsas e vale-alimentação estão entre os auxílios na área da Educação

Bolsa Presença, vale-alimentação e Mais Estudos ajudam famílias de estudantes de baixa renda

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

A pandemia do novo coronavírus afetou não somente a saúde, mas diversas áreas da sociedade. As medidas para conter a proliferação do vírus afetaram diretamente a vida da população. Na Bahia, o Governo do Estado lançou o programa Estado Solidário, que visa apoiar os baianos durante esse momento.

As áreas da Educação, Tributos, Água e Esgoto e Microcréditos foram contempladas com ações do governo.

Na Educação, foi criado o Bolsa Presença, além do vale-alimentação estudantil e do Mais Estudo, uma bolsa de monitoria. 

Bolsa Presença

O programa foi criado com o objetivo de garantir a permanência dos jovens nas escolas, além de fortalecer habilidades e competências em uma formação integral por meio da elaboração de projetos de vida e profissionais.

O Bolsa Presença auxilia estudantes da Educação Básica com famílias em condição de vulnerabilidade socioeconômica. O programa ajudará 292.987 alunos matriculados na Rede estadual de Ensino cadastrados no CadÚnico nas faixas de pobreza e extrema pobreza. 

Os contemplados receberão a bolsa no valor de R$ 150 durante seis meses, conforme previsto na Lei criada pelo Governo do Estado e aprovada pela Assembleia Legislativa do Estado da Bahia.

No entanto, os estudantes podem perder o direito ao auxílio, caso não tenham a presença mínima nas aulas estipuladas pelo governo. É necessário 85% de frequência dos estudantes nas aulas e a participação ativa nas atividades e avaliações escolares, a exemplo dos encontros de mães, pais ou responsáveis.

Durante todo o período, os estudantes serão avaliados pedagogicamente pelo professor da unidade escolar com o suporte mobilizador dos monitores do Programa Mais Estudo, Líderes de Classe e estudantes universitários voluntários. Além disso, as famílias terão ofertas de cursos formativos através do Instituto Anísio Teixeira(IAT).

Cadastro

Para saber se atende ao critério estabelecido em lei para receber o Bolsa Presença, o estudante deve verificar se está ativo no CadÚnico pela internet ou procurando o CRAS ou prefeitura do seu município.

Vale-alimentação estudantil

Outro benefício na área da Educação do Estado Solidário é o vale-alimentação de R$ 55. Todos os alunos regularmente matriculados na rede estadual de ensino terão o recurso depositado no cartão Alelo emitidos e entregues aos estudantes.

Caso o estudante não possua o cartão Alelo, ele deve entrar em contato com a escola onde está matriculado ou pelos canais da Ouvidoria (0800 284 0011 e e-mail ouvidoria@educacao.ba.gov).

É possível utilizar o cartão para comprar itens do gênero alimentício nos 18 mil estabelecimentos que aceitam a bandeira em todos os municípios da Bahia.

Mais Estudo

No programa Mais Estudo, estudantes selecionados dão monitorias de Língua Portuguesa, Matemática e Educação Científica da Educação Básica aos colegas. Os monitores recebem uma bolsa de R$ 100 mensais durante o período de vinculação ao programa, que vai até dezembro de 2021.

Foram selecionados dois monitores por turma em todas as unidades escolares da rede estadual.