Bahia

Familiares de jovens mortos fazem manifestação em Conceição de Coité

Parentes e amigos de Vitor e Luiz acusam policiais militares pelas mortes

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Familiares e amigos dos jovens Vitor Oliveira Silva, 17 anos, e Luiz Henrique Matos, 16, se uniram e realizaram manifestação em Conceição do Coité, quatro meses após a morte deles. Os moradores do distrito de Salgadália pediram celeridade na resolução e julgamento do caso.

Os dois foram baleados, no dia 7 de dezembro passado, após uma ocorrência policial, na rodovia que liga o distrito a sede do município. O protesto aconteceu onde os corpos dos jovens foram encontrados.

De acordo com os familiares, o inquérito ainda não foi finalizado. Eles contam que Victor e Luiz estavam em uma moto e foram abordados por policiais militares. Os PMs argumentam que, na época, haviam recebido uma denúncia de um assalto ocorrido nas redondezas e os motociclistas, ao avistarem o carro da polícia, na pista, teriam atirado contra eles e tentado fugir.

Já os parentes das vítimas contam que eles estavam saindo do colégio, onde ajudavam a organizar os enfeites de Natal à noite. Eles ainda disseram que os dois não eram envolvidos com drogas e assaltos.

Na época das mortes, a Polícia Militar informou, em nota, que encontrou com os jovens dois revólver calibre 32, com nove cartuchos deflagrados, dois picotados, um intacto; três aparelhos celulares de marcas Motorola, Samsung e Alcatel, além de um pino de substância aparentando ser cocaína e dois papelotes de substância análoga à maconha.