Bahia

Festa da Boa Morte começa no dia 13; confira a programação festiva

O tradicional evento atrai turista de diversas partes do mundo

Editoria Notícias & Empregos
No próximo dia 13, será dada a largada de uma das mais expressivas manifestações do sincretismo religioso: a Festa da Irmandade da Boa Morte. O evento, que atrai turistas de diversas partes do mundo, acontece na cidade de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, até o dia 17.

A festa, que foi considerada Patrimônio Imaterial da Bahia desde 2010, começa no dia 13 com um cortejo com a imagem de Nossa Senhora da Boa Morte, que sai, às 18h30, da Capela de Nossa Senhora da Ajuda pelas principais ruas da cidade. Às 19h, uma missa pelas almas das irmãs falecidas na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário é celebrada. Mais tarde, às 21h é servida, na sede da irmandade, no Largo da Ajuda, a Ceia Branca, uma confraternização entre as irmãs, familiares e convidados. O cardápio é à base de frutos do mar sem azeite de dendê. Neste dia, as irmãs vestem roupas brancas.

Já no dia 14, é realizada missa simbólica de corpo presente, às 19h, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário. Às 20h, acontece a procissão do enterro de Nossa Senhora da Boa Morte pelas principais ruas de Cachoeira. Neste dia, as irmãs usam a vestimenta preta, cobrem parte do rosto e não usam joias.

A programação dia 15, dia de Nossa Senhora da Glória, começa com uma alvorada com fogos de artifício, às 6h,  que anuncia os festejos da Assunção de Nossa Senhora. Neste dia, as irmãs vestem a beca preta, com xale vermelho à mostra, usam jóias e contas de orixás e saem da sede em cortejo até a Igreja Matriz, onde será celebrada missa solene, às 10h.  Depois, seguem em procissão pelas ruas da cidade, com o andor todo enfeitado com flores. Depois da procissão, as irmãs dançam a valsa na sede da irmandade, onde é servido um almoço para os presentes. Em seguida, é a vez do samba de roda marcar presença no festejo.

E a festa continua nos dias 16 e 17, com samba de roda à noite, a partir das 20h.  No dia 16 ocorre a distribuição de cozido e no último dia dos festejos, caruru, pipoca e mungunzá.

Irmandade
Fundada há mais de 200 anos, a Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte vive em amor a Nossa Senhora. Para fazer parte, as irmãs precisam descender de escravos africanos e possuir mais de 50 anos de idade.

Historiadores contam que a confraria surgiu quando um grupo de ex-escravas reuniu-se para conseguir a alforria de outros escravos ou facilitar-lhes a fuga.

Programação
13/8 (terça-feira)
18h30 - Saída em procissão da capela de Nossa Senhora da Ajuda do corpo de Nossa Senhora da Boa Morte pelas principais ruas de Cachoeira.
19h - Missa pelas almas das irmãs falecidas na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário
21h - Ceia Branca – Na sede da Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte, Largo da Ajuda.

14/8 (quarta-feira)
19h - Missa de corpo presente de Nossa Senhora na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário.
20h - Procissão do Enterro de Nossa Senhora da Boa Morte pelas principais ruas de Cachoeira.

15/8 (quinta-feira)
6h - Alvorada com fogos de artifício
10h - Missa Solene da Assunção de Nossa Senhora na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário.
11h - Procissão festiva em homenagem a Nossa Senhora da Glória e posse da comissão organizadora.
12h - Valsa e samba-de-roda no Largo da Ajuda.
13h - Almoço das irmãs, com convidados e o povo na sede da Irmandade.
16h - Samba de roda no Largo da Ajuda

16/8 (sexta-feira)
20h - Cozido seguido de samba de roda no Largo da Ajuda

17/8 (sábado)
20h - Caruru seguido de samba de roda e encerramento da festa