Bahia

Governo investe R$ 86 mi em emprego, estágio e bolsa de estudos para jovens na Bahia

Três programas específicos foram criados para atender a estas demandas: Primeiro Emprego, Mais Futuro e Partiu Estágio

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Até o próximo ano, o governo da Bahia investirá R$ 86 milhões em novas oportunidades de emprego, estágio e bolsa para jovens egressos dos cursos profissionalizantes da rede estadual e universitários. Três programas específicos foram criados para atender a estas demandas: Primeiro Emprego, Mais Futuro e Partiu Estágio.

No total, aproximadamente 20,5 mil estudantes de cursos profissionalizantes da rede pública estadual e jovens universitários serão contemplados, até o final de 2018, com oportunidades de emprego, estágio e bolsa de auxílio-permanência viabilizados pelo governo baiano. Assim, a Bahia vem se destacando na geração de novas oportunidades no mercado de trabalho frente à crise e o desemprego no cenário nacional. Além disso, há o estímulo da permanência dos jovens de baixa renda nos cursos de graduação das universidades públicas estaduais e federais.

Foto: Carol Garcia GOV/BA

Lançados em meados do primeiro semestre deste ano, os programas Mais Futuro e Partiu Estágio são direcionados para jovens cursando, na Bahia, graduação em nível superior em universidades estaduais e federais. O Mais Futuro, que já inscreveu 5.763 estudantes das quatro instituições estaduais, garante uma bolsa de auxílio-permanência que varia de R$ 300 a R$ 600, para estudantes em início de curso, e estágio para aqueles com dois terços do curso já concluídos. Só neste programa, o governo investe R$ 50 milhões no programa até 2018.

Já o Programa Partiu Estágio amplia as oportunidades de estágio para graduandos com 50% do curso já concluído na administração pública estadual e em empresas privadas, estas últimas por meio de parcerias com o Estado. Com abrangência em toda a Bahia, foram disponibilizadas 2.535 vagas na área pública. O estágio tem duração de um ano, e oferece remuneração de R$ 455,00, auxílio-transporte e plano de saúde. O investimento previsto neste programa é de R$ 18 milhões anuais.

Lançado em novembro passado, a meta do Programa Primeiro Emprego é oferecer a primeira experiência profissional para nove mil jovens oriundos da rede estadual de Educação Profissional. São 4.500 vagas entre novembro de 2016 a novembro de 2017, e outras 4.500 entre novembro de 2017 e novembro de 2018, no setor público.

O contrato terá duração de dois anos e garante um salário mínimo ao beneficiado. Aqueles que se formaram na rede estadual de Educação Profissional desde 2015 e obtiveram as melhores notas foram classificados em um ranking da Secretaria da Educação do Estado e serão chamados conforme a disponibilidade de vagas.

Atualmente, milhares de jovens já garantiram a contratação no primeiro emprego em toda a Bahia, enquanto estudantes universitários se preparam em estágios para atuar na sua área de estudos e outros, no início do curso, recebem auxílio financeiro para custear as despesas.