Bahia

Homem é preso suspeito de aliciar crianças e adolescentes através das redes sociais

O homem foi autuado por aliciamento de menores e, após pagar fiança, como determina o Código Penal, ele foi liberado e responderá ao crime em liberdade.

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Um homem foi preso nesta quarta-feira (12), em Feira de Santana, suspeito de aliciar crianças e adolescentes através de mensagens do WhatsApp. A mãe de uma das vítimas, que reside na cidade de Manaus, conseguiu o endereço do homem e repassou para a força de segurança estadual. O caso foi atendido por equipes da 65ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Feira de Santana).

Os militares foram informados do caso através de um número do WhatsApp da polícia que recebe denúncias da população. Através dele, a mãe da menina de 12 anos relatou que um homem de 30 anos estava há cinco dias conversando com a jovem.

O primeiro contato foi através do Facebook, onde foram trocados números telefônicos. Quando desconfiou do caso, a menina passou para mãe que continuou o papo, no WhatsApp. Em diversos trechos, mesmo sabendo que a jovem era adolescente, o homem pediu fotos de calcinha, nua e anunciou desejos eróticos.

Em outro momento ele chegou a comentar que manteve relação sexual com uma garota de 4 anos e enviou um vídeo se masturbando. A princípio ele falou que morava em São Paulo, mas o DDD 75 despertou a curiosidade da mãe da vítima. Ela então, se passando pela menina, prometeu viajar para encontrá-lo e pediu uma foto da sua residência.

Quando o suspeito mandou a imagem e disse o endereço, todo o material foi repassado para equipes da 65ª CIPM. De imediato as guarnições foram até o bairro Baraúnas, em Feira de Santana, e fizeram a prisão de Rafael Matos Coutinho, 30 anos. No smartphone dele, os militares encontraram outras conversas com possíveis vítimas adolescentes e diversas fotos eróticas.

O homem foi autuado por aliciamento de menores, na Central de Flagrantes de Feira de Santana. Após pagar fiança, como determina o Código Penal, ele foi liberado e responderá ao crime em liberdade. O celular usado para conversar com a vítima foi apreendido.