Bahia

Homem é preso suspeito de matar casal por dívida de R$ 500

Daniel Souza, de 19 anos, estrangulou a mulher e matou o homem a golpes de facão, na região de Itapetinga (BA)         

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Na última segunda-feira (20), um jovem de 19 anos, identificado como Daniel Souza, foi preso pela morte de um casal - Gervásio Moreira de Castro e sua mulher Miriam Partenostro Ferreira Castro - em Itapetinga (BA). O crime foi motivado por uma dívida de R$ 500, referentes à venda de uma motosserra. Gervásio não cumpriu o prazo de pagamento.

O delegado Roberto Júnior, coordenador da 21ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itapetinga), informou que Daniel foi preso poucas horas depois de cometer os crimes e levou os policiais até o local onde escondeu o corpo de Gervásio, a motosserra que motivou as mortes e R$ 400, subtraídos da vítima.

Foto: divulgação / Coorpin
De acordo com a investigação da polícia, por volta das 17h de ontem (20), Daniel procurou Gervásio no distrito de Itaimbé, zona rural de Potiraguá, e pediu que lhe desse uma carona até a localidade de Teixeira do Progresso, na cidade vizinha de Mascote.

No trajeto, Daniel pediu que a vítima parasse para checar um pneu que estaria vazio. Gervázio desceu do veículo e foi atacado com um facão por Daniel, que o golpeou várias vezes na cabeça e arrastou seu corpo para um matagal, às margens da estrada.

O jovem retornou para Itaimbé e foi até a casa de Gervásio, onde assassinou a companheira dele Míriam Partenostro Ferreira Castro. Míriam permitiu o acesso de Daniel ao imóvel depois que ele alegou que atendia um pedido de Gervásio, para buscar a motosserra. A mulher foi estrangulada por Daniel, que utilizou as mãos e um fio elétrico para cometer o crime.



O suspeito fugiu do imóvel levando o celular de Míriam e a motosserra. Ele escondeu o dinheiro roubado, o facão utilizado no crime e seus pertences próximo a um posto de gasolina em Itaimbé, levando apenas a motosserra para casa. Poucas horas depois, o criminoso foi preso em flagrante por uma guarnição da Polícia Militar.

Daniel Souza foi levado para a sede da 21ª Coorpin/Itaptinga e deverá ser encaminhado para audiência de custódia. Na Coorpin, ele contou detalhes da execução do casal para polícia.