Bahia

Menina de 12 anos é picada por cobra e morre no sul da Bahia

Pamela Costa Gomes foi picada no dia 22 de julho, recebeu atendimento médico e foi liberada. Após quatro dias, ela voltou a passar mal e foi internada

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Na última segunda-feira (5), uma garota de 12 anos, identificada como Pamela Costa Gomes, morreu cerca de 14 dias após ter sido picada por uma cobra. O caso acontece em Camacan, cidade do sul da Bahia.

De acordo informações do G1 BA, a menina foi picada no dia 22 de julho, recebeu atendimento médico e foi liberada. Após quatro dias, ela voltou a passar mal, foi internada, mas não resistiu.

"Ela mora em Porto Seguro com a mãe, mas estava de férias e veio passar uns dias comigo [em Camacan]. Quando estava na casa da amiguinha, brincando, foi picada", explicou o pai de Pamela, Manoel Gomes Souza, ao G1 BA.

Foto: reprodução / G1 BA
Ainda segundo o G1 BA, o pai de Pamela contou que ela foi levada para a Fundação Hospitalar de Camacan logo após a picada, mas que na unidade não tinha o soro antiofídico usado em casos de picadas de animais peçonhentos. A garota tomou soro comum por cerca de 1h30 e, em seguida, foi liberada.

Por meio de nota ao G1 Bahia, o hospital informou que Pamela recebeu atendimento básico necessário para o caso. Além disso, informou que a unidade de saúde solicitou o soro antiofídico ao município, que tem total responsabilidade de armazenamento do mesmo, mas que na ausência do soro, houve o acionamento de transporte para transferência.

Sobre a alta, a assessoria do hospital informou que só aconteceu porque Pamela não estava mais apresentando sintomas, apenas edema no membro inferior esquerdo.

No dia 26 de julho, a garota passou mal em casa e o local que a cobra picou começou a inchar. Ela foi levada novamente para o hospital em Camacan, onde foi medicada. Como Pamela continuou com os sintomas, a família decidiu levá-la para o Hospital Manoel Novaes, em Itabuna.
Foto: reprodução / G1 BA
Depois de chegar no Hospital Manoel Novaes, a menina foi encaminhada para UTI, onde ficou internada até a última segunda-feira (5), quando morreu.

O pai de Pamela Costa Gomes registrou o ocorrido na delegacia da cidade e o caso será investigado. O corpo de Pamela foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica de Itabuna (DPT), e a causa da morte só será definida após laudo do departamento.