Bahia

MP recomenda medidas para que Bradesco Saúde garanta atendimento aos segurados

Caso o consumidor opte por solicitar a indicação de local de atendimento em rede não referenciada, os custos deverão ser arcados diretamente pelo plano

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em
O Ministério Público da Bahia recomendou nesta sexta-feira (4) que a seguradora Bradesco Saúde divulgue, imediatamente, em meios de comunicação de grande circulação (sites, jornais, TVs e rádios), número de telefone para contato dos consumidores que, caso não consigam atendimento médico no local de sua residência, queiram solicitar a indicação de um prestador referenciado.
O Sindicato dos Médicos suspendeu, há uma semana, o atendimento aos associados do Bradesco Saúde. A categoria reivindica reajuste na remuneração, mas o plano diz que já aumentou a tabela de valores repassados.Além da ampla divulgação de outros contatos para o atendimento, a promotora de Justiça Ana Paula Limoeiro também recomenda que o Bradesco Saúde faculte ao segurado a realização de consulta, exame e/ou procedimento particular nos casos de não haver prestador referenciado para realizar o atendimento no local da residência. Ao consumidor deverá ser assegurado o direito de requerer o respectivo reembolso na forma integral.Caso o consumidor opte por solicitar a indicação de local de atendimento em rede não referenciada, os custos deverão ser arcados diretamente pela Bradesco Saúde. O plano só terá obrigação de pagar em caso de não haver prestador para realizar o atendimento médico, exame, consulta e/ou procedimento, no local da residência e o consumidor não dispor do numerário necessário para efetuar o pagamento do serviço. No último dia 26, o Procon-BA notificou o plano de saúde e o convocou a participar de uma reunião, ocorrida no dia 30, para intermediar uma solução para a paralisação dos atendimentos médicos por meio do Bradesco Saúde. Na ocasião, foi elaborado um plano de contingência emergencial para o atendimento dos consumidores usuários dos planos de saúde da Bradesco Saúde, pelo MP, Defensoria Pública, Procon e Agência Nacional de Saúde (ANS), com participação de representante do Bradesco Saúde.