Bahia

Promotor Almiro Sena é condenado por assédio sexual a servidoras públicas

Pena de quatro anos e cinco meses será cumprida em regime semiaberto

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Nesta quarta-feira (12), o promotor de Justiça Almiro Sena foi condenado a quatro anos, cinco meses e 15 dias de prisão, em regime semiaberto. Segundo informações do G1 Bahia, O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) afirmou que a decisão ainda cabe recurso.

Os casos de assédio aconteceram em 2014, quando Almiro era titular da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Estado. O promotor tinha sido preso, mas a Justiça decidiu converter a prisão preventiva em prisão domiciliar. 

Almiro Sena pediu exoneração do cargo de secretário de Justiça em janeiro de 2014, após as denúncias feitas por servidoras da pasta.