Bahia

Quadrilha tranca policiais militares e explode dois caixas eletrônicos

Um dos terminas fica no hospital da cidade. Equipe de plantão também foi trancada em uma sala

Da editoria Notícias & Empregos
- Atualizada em

Dois caixas eletrônicos do Bradesco e da Caixa Econômica Federal foram explodidos na madrugada deste domingo (19), no município de Antônio Cardoso, na Região Metropolitana de Feira de Santana. Antes das explosões, os bandidos trancaram os dois policiais militares da cidade na sede do batalhão.


A quadrilha formada por 12 homens armados estava em três carros. Quatro bandidos ficaram em um Siena preto na entrada da cidade. Os demais seguiram para a companhia da PM, onde estavam dois policiais, e trancaram o portão com um cadeado.


“Eu acredito que eles tinham um informante. Os policiais fizeram ronda até 2h da manhã. Bastou que recolhessem a viatura, os elementos foram lá devagarinho e trancaram”, diz o investigador Paulo Freire, da Polícia Civil local.


Em seguida, três bandidos foram ao hospital, onde fica o terminal bancário da Caixa. Um vigilante, o médico e dois enfermeiros que estavam de plantão foram trancados em uma sala. De forma simultânea, a quadrilha explodiu o caixa do hospital e outro da agência do Bradesco, que fica a cerca de 300 metros da unidade de saúde.


O grupo fugiu com uma quantia em dinheiro ainda não divulgada. “Pelo estrondo, os policiais notaram que era assalto e tentaram sair, mas não conseguiram”, diz o investigador.


A agência do Bradesco ficou destruída. A quadrilha utilizou bananas de dinamite nas explosões. Até a tarde deste domingo (19), nenhum suspeito havia sido preso.



Matéria original do Correio

Quadrilha tranca policiais militares e explode dois caixas eletrônicos