Bahia

Vinte centros de distribuição geram cerca de 5 mil empregos na RMS

Operação da Via Varejo emprega 600 pessoas e distribui produtos para todos os estados do Nordeste

Saulo Miguez, do Correio 24h (saulo.miguez@redebahia.com.br)

A proximidade com o maior centro industrial da América Latina foi o principal fator para o desembarque dos cerca de 20 centros de distribuição (CDs) implantados no entorno do Polo Industrial de Camaçari. O mais recente deles, da fábrica de pneus Bridgestone, ainda em fase de implantação, deverá ser inaugurado ainda este ano.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do município, Sérgio Vilalva, já foram investidos, ao longo dos anos, cerca de R$ 400 milhões nos CDs, que, juntos, geram cerca de cinco mil empregos.

“Estamos trabalhando nessa nova gestão para trazer, pelo menos, mais R$ 200 milhões e investir nesses espaços, que são grandes geradores de emprego”, disse ao CORREIO.

Um centro de distribuição é uma unidade de apoio às industrias ou empresas, sendo uma unidade responsável pelo armazenamento e expedição dos seus produtos, seja para revenda, outras filiais ou diretamente para clientes finais.

Vilalva disse ainda que outros fatores, além do Polo Industrial, contribuem para atrair os CDs para a cidade. “Estamos muito bem localizados. A cidade fica próxima do Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães, do município de Lauro de Freitas, do Porto de Aratu, de Simões Filho, Salvador. E isso ajuda muito no escoamento da produção”, disse.

O secretário destaca ainda que a implantação de CDs é importante não apenas para atrair novos investidores, mas também para fixar os empreendimentos  que estão instalados na cidade.

“Quanto mais uma empresa cresce, mais ela precisa comprar matéria-prima, então, para o fornecedor dessa matéria-prima, passa a ser interessante montar um CD próximo a quem compra para diminuir o valor com logística”, explicou.


Foto: Divulgação

A proximidade com o maior centro industrial da América Latina foi o principal fator para o desembarque dos cerca de 20 centros de distribuição (CDs) implantados no entorno do Polo Industrial de Camaçari. O mais recente deles, da fábrica de pneus Bridgestone, ainda em fase de implantação, deverá ser inaugurado ainda este ano.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo do município, Sérgio Vilalva, já foram investidos, ao longo dos anos, cerca de R$ 400 milhões nos CDs, que, juntos, geram cerca de cinco mil empregos.

“Estamos trabalhando nessa nova gestão para trazer, pelo menos, mais R$ 200 milhões e investir nesses espaços, que são grandes geradores de emprego”, disse ao CORREIO.

Um centro de distribuição é uma unidade de apoio às industrias ou empresas, sendo uma unidade responsável pelo armazenamento e expedição dos seus produtos, seja para revenda, outras filiais ou diretamente para clientes finais.

Vilalva disse ainda que outros fatores, além do Polo Industrial, contribuem para atrair os CDs para a cidade. “Estamos muito bem localizados. A cidade fica próxima do Aeroporto Internacional Luis Eduardo Magalhães, do município de Lauro de Freitas, do Porto de Aratu, de Simões Filho, Salvador. E isso ajuda muito no escoamento da produção”, disse.

O secretário destaca ainda que a implantação de CDs é importante não apenas para atrair novos investidores, mas também para fixar os empreendimentos  que estão instalados na cidade.

“Quanto mais uma empresa cresce, mais ela precisa comprar matéria-prima, então, para o fornecedor dessa matéria-prima, passa a ser interessante montar um CD próximo a quem compra para diminuir o valor com logística”, explicou.