Bahia

Walmart se reúne com presidente da Rede Bahia para apresentar novidades

Com inovações baseadas na opinião de consumidores, lojas serão reinauguradas ainda este ano em Salvador e Lauro de Freitas

Redação Correio 24 horas

Representantes da gigante do varejo Walmart se reuniram com o presidente da Rede Bahia, Antonio Carlos Júnior, na tarde desta quarta-feira (27), para apresentar as mudanças que a empresa pretende implantar nas unidades que funcionam na Bahia. Duas lojas serão reinauguradas ainda esse ano, na região do Iguatemi, em Salvador, e no Litoral Norte, em Lauro de Freitas.

Encontro na Rede Bahia reúne representantes das duas empresas (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Segundo o presidente da Walmart Brasil, Flávio Cotini, o projeto de reinvenção dos hipermercados foi lançado em 2016 e será implantado nas unidades em todo o país, dez delas ainda esse ano. O projeto vai custar R$ 1 bilhão, ao longo de três anos. Na Bahia, o investimento será de R$ 53,2 milhões.

Ele garantiu que, apesar das mudanças, a empresa não prevê demissões na Bahia.

Presidente da Walmart explica as mudanças durante a reunião (Foto: Arisson Marinho/ CORREIO)

O projeto prevê alterações na planta dos hipermercados, nos tipos de sortimento e serviços que serão oferecidos, além de novos equipamentos para os consumidores no salão de vendas e outras áreas internas. Os corredores ficarão mais amplos, as lojas ficarão mais iluminadas e a quantidade de produtos será ampliada.

O objetivo da empresa é que os clientes possam fazer as compras de forma mais eficiente e confortável. Segundo Cotini, o projeto foi elaborado com base em pesquisas feitas com os consumidores.

O presidente da Rede Bahia, Antonio Carlos Júnior, destacou a importância da relação entre as duas empresas (Foto: Arisson Marinho/ CORREIO)

O diretor de televisão da Rede Bahia, João Gomes, também participou da reunião e enfatizou a importância do grupo de comunicação no processo de interação entre as empresas anunciantes e o público. Já o presidente da Rede Bahia, destacou a importância do encontro.


"A conversa com a cúpula do Walmart foi importante porque permitiu uma troca de ideias e a aproximação entre a empresa e a Rede Bahia. Esse entrosamento entre cliente e veículo é importante para que as mensagens possam chegar de forma mais rápida, mais ágil ao consumidor, que é o beneficiário que vai comprar os produtos. Foi um contato de aproximação que será desenvolvido em outras etapas", afirmou Antonio Carlos Júnior.

Planejamento

A data das duas reinaugurações não foi divulgada, mas já está decidido que será no último trimestre do ano. As cores pastéis das lojas serão substituidas por outras mais vibrantes e elas terão os nomes mudados para Walmart.

O modelo será implantado, gradativamente, nas outras lojas da empresa. São 82 unidades na Bahia, em 28 municípios, e que empregam mais de 8,5 mil funcionários. Em todo o Brasil, são 471 lojas e cerca de 65 mil empregados, em 18 estados e no Distrito Federal.

A empresa opera os hipermercados Walmart, Hiper Bompreço e BIG; os supermercados Bompreço, Nacional e Mercadorama; o atacado Maxxi; o clube de compras Sam's; e as lojas de vizinhança TodoDia. Em 2016, o faturamento da empresa no Brasil foi de R$ 29,4 bilhões.