bbb

É campeã! Relembre a trajetória de Juliette no BBB 21

Além de faturar R$ 1.5 milhão a paraibana também conquistou 23 milhões de seguidores no instagram

Maria Beatriz Pacheco* (maria.beatriz@redebahia.com.br)
- Atualizada em

De amada à odiada, de odiada à campeã do Big Brother Brasil 21. Considerada faladeira no começo do programa Juliette conseguiu virar o jogo a favor dela e conquistou 90,15% dos votos em final disputada com Gil e Fiuk. De anônima a milionária com mais de 23 milhões de seguidores no Instagram a paraibana vivenciou momentos memoráveis na casa mais vigiada do país. Relembre a trajetória dela.

Foto: reprodução
1. Troca de carinhos com Fiuk: 'Calma Juliette, o cara só foi educado'

Assim como Viih Tube, Arthur, Projota, Lumena e Fiuk, Juliette foi um dos seis participantes mais bem votados pelo público que, além de conquistarem imunidade na primeira semana e o direito de indicar uma pessoa no paredão, permaneceram confinados em um quarto separado. E não é que logo de cara surgiu uma troca de carinhos suspeita entre a paraibana e filho de Fábio Jr? O suposto casal agradou o público por algumas horas, mas as insistências da advogada acabaram provocando insatisfações. Esse momento rendeu até um single de "MC WC", que recebeu o nome de 'Calma Juliette o cara só foi educado'.

2. Exclusão e "segunda chance"

A personalidade "falante" da campeã não agradou os demais brothers. Assim como Lucas Penteado, a paraibana também foi excluída pelos resto da casa e alvo de comentários ofensivos. O próprio sotaque da sister foi motivo de piada para Karol Conká, que chegou a afirmar que, por ser de Curitiba (PR), era uma pessoa mais educada. A reação desproporcional com relação ao comportamento da nordestina fizeram com que ela reconquistasse uma "segunda chance" e carinho dos telespectadores.

3. G3: o começo de um sonho

Abandonada até mesmo por Viih Tube, Juliette foi acolhida por Sarah e Gil. Juntos, eles formaram o G3, o que muitos chamavam de "final dos sonhos". Responsáveis pela eliminação de Karol, considerada a grande vilã da edição, o grupo viu a aliança entrar em decadência após algumas discussões. A gota d'água foi quando a maquiadora descobriu no dedo duro que recebeu um voto da consultora de marketing digital. Com o passar das semanas, a paraibana se reaproximou do economista. Os dois viveram entre tapas e beijos, mas não tinha uma briga que não fosse esquecida quando Alceu Valença começava a tocar.

4. A volta por cima: novas amizades

Após o fim do G3, a sister não se encontrou sozinha no reality. Além da "amizade" de Viih Tube, ela também se aproximou de Camilla, João Luiz, e Carla Diaz, sendo uma das poucas que defendeu a atriz durante o paredão falso. Na nova formação de pódio, chegou a trocar o terceiro lugar de Gil pela influenciadora digital, com quem se manteve unida até os últimos dias da edição.  

5. Tretas e mais tretas: protagonista de barracos

A grande campeã do BBB 21 também protagonizou barracos memoráveis no BBB 21. Logo na primeira semana, recebeu um esporro de Lumena por passar muito tempo realizando o raio-x. E as tretas com a baiana não pararam por ai. A psicóloga também não gostou de ter o traje elogiado pela colega de confinamento e as duas até tentaram conversar, mas a paz estava longe de ser selada. A advogada também colecionou brigas com Fiuk. O cantor já chegou a criticar a maquiadora por ter comido boa parte da calda de um bolo e, como vingança, gastou todo leite condensado para fazer mais.

6. Nordeste: representatividade e o "poder do cuscuz"

Nascida e criada na Paraíba, Juliette nunca foi de esconder de onde veio. Com o sotaque marcante, a maquiadora vibrava ao ouvir artistas marcantes, como Alceu Valença e Chico César, e constumava a compartilhar com os brothers histórias de elementos da cultura nordestina, como os desenhos no quarto Cordel.



*Sob supervisão da repórter Isadora Sodré