bbb

Perfil baiano tem aumento de 200% em doações após citação de página de Juliette

‘Nordeste Eu Sou’ é um portal comunitário do Nordeste de Amaralina; além das notícias, o portal faz campanhas de doação para a comunidade

Cláudia Callado (claudia.callado@redebahia.com.br)
- Atualizada em

O perfil do Instagram de Juliette, participante do Big Brother Brasil 21, chegou a marca de 20 milhões de seguidores neste domingo (11). Dentro da estratégia de celebração desse número, a equipe que cuida da página da paraibana divulgou “20 arrobas que merecem ser seguidos”. 


Esses perfis são de projetos sociais e ONGs. “Para um marco histórico, queremos uma atenção diferente. Por isso, entramos no site Para Quem Doar, e selecionamos 20 arrobas que merecem a nossa atenção. Não temos nenhum vínculo com elas, mas são ONGs e projetos sociais sérios e comprometidos com pessoas em situação de vulnerabilidade social. Procurem saber, entrem em contato, doem, se puderem”, escreveu. 


Uma dessas arrobas citadas pelo perfil de Juliette é o Nordeste Eu Sou, página de Salvador voltada ao Nordeste de Amaralina. O idealizador, fundador e CEO do projeto, Jefferson Borges, explica que a ONG A Voz da Comunidade, da qual o Nordeste Eu Sou é afiliado, intermediou a ação com o time de Juliette. Eles, no entanto, não sabiam quando aconteceria.


“Estava sem sinal de internet. Quando voltou, foi uma loucura. Um monte de notificação, um monte de gente falando comigo”, conta. 


A “loucura” citada por Jefferson tem um motivo: em menos de 24 horas, a página do Nordeste Eu Sou ganhou quase 7 mil novos seguidores e as doações para o projeto aumentaram em 200%.  “Foi uma visibilidade muito grande”, reforça.


Nordeste Eu Sou

O portal comunitário nasceu há 10 anos com a ideia de mostrar uma realidade diferente sobre o Nordeste de Amaralina do que comumente se via na mídia tradicional. 


“Até então a gente só via o bairro relacionado com violência e miséria. E aí em 2011 eu estava assistindo TV sobre o Voz da Comunidade e pensei em trazer essa ideia para cá, para Salvador”, explica Jefferson. 


Além das notícias, o projeto também desenvolve ações sociais na comunidade. “Durante toda pandemia, a gente começou a doar alimentos, materiais de higiene e fomos fazendo essas campanhas na comunidade”, completou.